ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  28    CAMPO GRANDE 16º

Sabor

Frutos do mar e salmão por R$ 10 na competição de tira-gosto

Por Nícholas Vasconcelos | 08/11/2012 09:39
Mexilhões com vinagrete estão por R$ 10 no Bar em Bar. (Foto: Nicholas Vasconcelos)
Mexilhões com vinagrete estão por R$ 10 no Bar em Bar. (Foto: Nicholas Vasconcelos)

A competição que vai escolher o melhor petisco de bar em Campo Grande também tem espaço para pratos que fogem da tradicional mandioca e carne do Centro-Oeste e nem por isso deixam os R$ 10 definidos pelo “Bar em Bar é 10”. Até o dia 18 é possível encontrar mexilhões e salmão para acompanhar a cerveja, suco ou refrigerante depois do trabalho ou quando der vontade.

Espanhol radicado em Mato Grosso do Sul há um ano e meio, o chefe Jordi Armengol criou o “Mexilhões ao Vinagrete”, feito com mexilhões na casca, três tipos de pimentões, tomate, cebola, azeite, vinagre, pimenta, sal e vinho. Opção de petisco frio acompanha o happy hour ou serve como entrada para pratos mais elaborados e é muito bom para esses dias entre a Primavera e o Verão.

“São ingredientes simples, é gelado, saboroso e não deixa cheiro”, contou Jordi. Ele conta que o cliente pode pedir por esse petisco e aguardar por um dos pratos espanhóis e que tem tempo de preparo mais demorado e que ele oferece no restaurante El Consul Catalan.

“Essa promoção é uma forma de conhecer os pratos e tirar o campo-grandense de casa”, contou José Roberto Condeli que experimentava o prato.

A disputa entre bares e restaurantes é promovida pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) em 12 estabelecimentos da cidade e tem o objetivo de estimular a população a sair mais de casa em Campo Grande, aquela cultura de frequentar a noite também para comer.

O Nugget de Salmão é outra opção de peixe do festival de bares. (Foto: Nicholas Vasconcelos)
O Nugget de Salmão é outra opção de peixe do festival de bares. (Foto: Nicholas Vasconcelos)
Petisco gelado com mexilhões é opção sozinho ou como entrada. (Foto: Nicholas Vasconcelos)
Petisco gelado com mexilhões é opção sozinho ou como entrada. (Foto: Nicholas Vasconcelos)
Peixe é acompanhado de molho que vai do agridoce ao picante. (Foto: Nicholas Vasconcelos)
Peixe é acompanhado de molho que vai do agridoce ao picante. (Foto: Nicholas Vasconcelos)

O empresário Marcos Siqueira também acredita que é precisar criar o hábito de sair no fim de tarde, depois do expediente de trabalho e comer. No Kitai ele oferece o “Nugget de Salmão” que é acompanhado de um molho especial japonês chamado tonkatsu, feito a partir de maçã.

Feito com salmão cortado em cubos, que são empanados em farinha de trigo e numa farinha especial e depois fritos. “O segredo é a forma de fritar”, revelou.

Com o molho o peixe em cubos ganha um gosto especial que no começo é suave e depois se vai sentindo o tom da pimenta.

Petisco frito que pode ser o tira-gosto ou também assumir a característica de entrada. “Acompanhado de cerveja e petisco pra mim é isso: beber com amigos numa mesa, conversar e comer”, comentou.

Ao contrário do que se pode imaginar, é fácil conseguir peixes como o salmão e a tilapia na Capital como em São Paulo. Apostando na cozinha japonesa, Marcos conta que abriu há quatro anos com a ideia de oferecer sushi e sashimi das 11h às 23h.

Nos dois restaurantes os proprietários dizem que conseguiram definir uma receita para manter o prato depois que “Bar em Bar” terminar. Se você quer saber quais os estabelecimentos participam da disputa basta clicar aqui.