A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

14/07/2018 07:10

Na periferia, casal realiza sonho e traz para o bairro sabores da França

Espaço tem cafés, confeitaria francesa e almoço típico do País.

Thaís Pimenta
(Foto: Thaís Pimenta)(Foto: Thaís Pimenta)

No bairro Novos Estados, o café Sabor da França é um espaço discreto, assim como os sócios proprietários do local, a francesa Fanny Rousset e o brasileiro Wagner dos Anjos. Já são dois meses de funcionamento do local, que funciona como cafeteria, bar e restaurante. Porém, a história de amor desses dois começou há 8 anos, na Itália.

Ela estava no país para fazer faculdade. Wagner tinha saído do Brasil junto de sua família há 15 anos, e lá trabalhava com serviços gerais. "A gente se conheceu alguns anos depois que eu tinha chego lá por amigos em comum, mas por algum motivo deixamos de nos falar. Até que um dia, eu tinha me separado da minha ex namorada, e estava buscando um lugar para alugar. Achei um quarto e, quando vi, era a Fanny quem estava me alugando ele, aí foram pelo menos 4 meses até o namoro engatar. Estamos juntos até hoje, nos casamos em 2016", diz Wagner.

Depois da união firmada, o casal tinha duas opções: continuar na Itália ou vir para o Brasil. Por escolha da francesa, os pombinhos vieram para cá e se estabeleceram na cidade do maridão, no bairro onde a família dele mora, o Novos Estados. "Eu escolhi o Brasil porque achei que seria mais fácil montar uma empresa aqui, gosto do clima também, do calor", justifica a tímida Fanny.

Merenge, palais briton, cookie e carinho de limão colorem o prato do Sabor da França. (Foto: Thaís Pimenta)Merenge, palais briton, cookie e carinho de limão colorem o prato do Sabor da França. (Foto: Thaís Pimenta)

 

E é no italiano que eles se entendem, já que nem Fanny pode se considerar expert no português e nem Wagner no francês. "Nosso amor é internacional", brinca ela. A língua foi um impecílio que fez o sonho do café demorar a sair. "Cheguei aqui sem entender nada de português, foram alguns meses até conseguir me comunicar".

Ela sempre foi apaixonada por culinária e Wagner trabalhou por anos em cafés e cervejarias na Itália, tanto é que, no início, a vontade era abrir um ponto que servisse também cervejas artesanais - o que ainda não foi descartado por eles. 

Pra não ficar sem fazer nada, Fanny se jogou na confeitaria e começou a fazer testes com a família do marido, que aprovou as delícias produzidas pela francesinha. Depois ampliou os "testes" para a gráfica da família, também com sucesso. O terceiro passo foi conhecer o mercado indo à feirinhas da cidade, como a da Praça da Bolívia. Até que chegou o momento de arriscar e empreender de verdade! 

 

Tortinha de limão custa R$ 7,50 (Foto: Thaís Pimenta)Tortinha de limão custa R$ 7,50 (Foto: Thaís Pimenta)
Crème brûlée original sai a R$ 5,00 (Foto: Thaís Pimenta)Crème brûlée original sai a R$ 5,00 (Foto: Thaís Pimenta)

Por estar localizado em um bairro distante do centro, os dois optaram por servir doces acessíveis à sua clientela, por isso não servem doces caros, como os macarrons, por exemplo. "As pessoas ouvem dizer que é um restaurante francês e já acham que é caro, mas na verdade não. Optamos por servir coisas em conta para nossos clientes, que não exijam só ingredientes importados ou de difícil acesso".

Os merengues coloridos trazem tanta beleza e cor no prato quanto os macarrons. E o preço nem se compara: já que a unidade dele sai a R$ 1,00! Em tons pasteis, o docinho que lembra um suspiro brasileiro é servido nos sabores framboesa, banana, menta, amêndoa e cereja.

Os palais brinton, semelhantes a biscoitinhos daqui, custam também R$ 1,00. Os universais cookies saem 50 centavos mais caro. E o desejado crème brûlée custa R$ 5,00 para comer lá, e R$ 4,00 para levar. Dos doces disponíveis no dia em que a equipe do Lado B esteve no espaço, a tortinha de limão era a opção mais cara, a R$ 7,50, isso por conta do seu tamanho, que serve facilmente duas pessoas.

Fanny serve sua versão do Pastis. (Foto: Thaís Pímenta)Fanny serve sua versão do Pastis. (Foto: Thaís Pímenta)

Os carinhos de limão e de coco são outro queridinho dos clientes por lá. No Sabor da França, algumas adptações charmosas foram feitas para agradar aos brasileiros, como é o caso do Baba Cachaça, doce que em sua origem se chama Baba Au Rum. 

"A cachaça é uma bebida bem mais admirada pelos brasileiros, além de ser mais barata. O sabor é bem parecido com o original", adianta Fanny, que também criou uma adaptação de bebida muito consumida na França, a Pastis, aromatizada com anis, a partir da brasileira cachaça. "Na França se bebe Pastis antes das refeições, junto com água e gelo. A nosso criação chegou bem perto do sabor original, e foi apelidada de Capa".

A parte dos cafés fica por conta da expertise de Wagner, que serve expresso tradicional, o macchiato e o shackerato, um café gelado. As opções vão de R$ 2,00 até R$ 5,00. Ainda nos lanches e cafés da manhã, o casal preparou uma promoção para atrair mais clientes. Por R$ 9,00 é servido o combo do café da manhã, com um cappuccino, suco natural e com a opção de o cliente escolher um misto quente ou o doce do dia. 

Vale dizer que os doces mudam diariamente de opção e tamanho. Alguns dias eles adicionam tortas doces, como a tarte tatian. Quiches também costumam estar entre os salgados servidos, seja sob encomenda seja para comer ali mesmo.

Como ficam abertos o dia todo, o Sabor da França também serve almoço caseiro típico francês, também num valor bem em conta. "Na França não comemos tudo junto como no Brasil. Nossas refeições são separadas em entrada, prato principal, um queijo e aí vem a sobremesa. Fizemos algo parecido aqui no restaurante".

De entrada, eles costumam servir quiches, saladas ou caldos tradicionais. Como prato principal, carnes com molhos, como mostarda ou vermelho e como não poderia faltar, a batata em todos os seus formatos. "Aí separamos o almoço de três maneiras. O cliente pode escolher comer só o prato principal, a R$ 12,00. Temos também o almoço semi completo, com uma entrada ou sobremesa, mais o prato e o cafézinho, a R$ 17,00. Ou, finalmente, o completíssimo, com entrada, prato principal, sobremesa e café, a R$ 22,00", finaliza Wagner.

Como não podia deixar de ser, o Sabor da França vai torcer para o país da dona no jogo da final da Copa do Mundo e convida a todos para um almoço típico e muita torcida no domingo! O espaço abre de terça a sábado, das 7h às 18h, e aos domingos até às 14h. O Sabor da França fica na Avenida Senhor do Bonfim, 390.

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.