ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 31º

Sabor

Na Via Parque, bar com jeito de quintal serve uma releitura da Sopa Paraguaia

Por Anny Malagolini | 06/11/2013 07:04
Bar na Via Parque teve que apelar ao sertanejo para não fechar (Foto: João Garrigó)
Bar na Via Parque teve que apelar ao sertanejo para não fechar (Foto: João Garrigó)

Assim como o nome, “O Quintal”, deixa de lado a cara de boteco para criar um ambiente que lembra a extensão de casa. A diferença é violada presente na programação do bar. Também investe na culinária sul-mato-grossense, mas de um jeito mais sofisticado, com releitura da Sopa Paraguaia, por exemplo.

O bar funciona na Via Parque há três anos, sem grandes lotações. A ideia de abrir o ponto foi do chef de cozinha Diego Ferreira, que na época tinha 18 anos. Ele conta que desde a infância "se meteu na cozinha", até completar a maioridade e perceber que o que sabia fazer de melhor tinha relação com a culinária. Então, se mudou para o Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina, e foi estudar Gastronomia.

Na mesma época, a avenida onde fica o bar foi asfaltada e a repercussão da obra fez com que ele decidisse investir na região para atrair, principalmente, clientes que moram nos bairros próximos. “É para quem faz da avenida o trajeto para casa”, lembra.

Formado, Diego voltou a Campo Grande e trouxe também a namorada, a gaúcha Bárbara Borgmann, de 21 anos, outra chef de cozinha.

O casal, influenciado pela culinária sul-mato-grossense, resolveu criar um prato para participar da competição do “Bar em Bar 10”, uma releitura da Sopa Paraguaia, mas de forma gourmet.

A novidade é servida com 10 pedaços, recheados com carne seca e requeijão, empanados com farinha de mandioca e fritas. “Resolvi fazer um prato com os principais ingredientes usados no Estado, como a carne seca e a mandioca”, explica.

No cardápio, além de petiscos tradicionais, que custam de R$ 19,00 a R$ 59,90, quem aparecer também vai poder experimentaroutra criação feita por Diego, o “Croquete de Abóbora”, recheado com carne seca. A porção com 10 unidades custa R$ 19,00.

Receita de sopa paraguaia foi recriada pela gaúcha Bárbara (Foto: João Garrigó)
Receita de sopa paraguaia foi recriada pela gaúcha Bárbara (Foto: João Garrigó)

Cantoria - Apesar do ambiente agradável, do jardim "tropical" formando o cenário, o bar passou um período sem emplacar. Por isso, a música ao vivo, que não passava da MPB, ganhou as companhias do sertanejo e do pagode. “O sertanejo é unanime aqui, é público garantido”,  justifica o chef, que há pouco mais de 6 meses chegou a pensar em fechar por falta de público.

Um dos motivo para a casa não lotar, segundo Diego, tem a ver com a mania de campo-grandense de só entrar em bares que estão cheios, apenas pela moda. “Passam e acham que é caro, mas os preços não diferem dos bares mais populares da cidade”.

Para turbinar o lugar, Diego conta que o bar vai sofrer transformações, mas nada de modismos. A casa vai ficar ainda mais próxima à natureza, agora, a decoração será “savana”.

Sopa Paraguaia - A releitura de um dos principais pratos da culinária regional não é simples de fazer, então, quem quiser provar, terá que aproveitar o festival que acontece a partir de 7 novembro, já que ele não deve entrar no cardápio da casa. Mas o Lado B também ensina a receita para os que se arriscam na cozinha. Ela rende 70 pedaços.

Ingredientes:

1 litro de leite fervido
300ml de óleo
1 cebola bem picada
5 ovos
2 xícaras de fubá mimosa
600gr de queijo meia cura
Farinha de rosca para empanar
1 quilo de carne seca dessalgada e desfiada

Modo de fazer: Misture os ovos e o fubá. Acrescente 30 ml de leite ao fubá para umedecer e, depois misture o restante do leite e os ovos. Coloque o queijo e uma colher de fermento. Mexa até a massa ficar homogênea. Ponha em forminhas (podem ser de empadas) e deixe assar por 40 minutos, em temperatura de 200º. Depois de assada, retire do forno, espere esfriar e desenforme. Recorte uma tampa no bolinho para preencher com a carne seca (temperada a gosto) e finalize com o requeijão. Tampe novamente. Em um recipiente bata um ovo, e passe sobre o bolinho. Empane com a farinha e frite.

Serviço: O bar funciona na Via Parque, 75, de segunda a sábado, das 18 às 2 horas. As terças e quintas-feiras, duplas sertanejas se apresentam.