ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  08    CAMPO GRANDE 19º

Sabor

Que bolo de pote nada, a moda agora é entupir copão de guloseima

Criado por Márcia, o copão foi uma forma de atrair clientela diante da vertiginosa queda nos pedidos causada pelo coronavírus

Por Lucas Mamédio | 09/07/2020 06:46
Copão é forma de ajudar a superar a crise do coronavírus (Foto: Arquivo Pessoal)
Copão é forma de ajudar a superar a crise do coronavírus (Foto: Arquivo Pessoal)

Eu não sei vocês, mas eu quando como doce, gosto de comer até não conseguir levar mais o doce à boca de tão letárgico que fico por conta da glicose que já bateu.

Gente que come um quadradinho de chocolate ou uma colherzinha de brigadeiro e diz “pronto, foi o meu docinho do dia”, é gente que não é feliz, e pensa que engana os outros. A mim não, aqui ó!!!

Se você pensa que a felicidade está no copão de cerveja, é porque ainda não conheceu essa novidade aqui em Campo Grande. Criado pela confeiteira Márcia Miyashiro há cerca de uma semana, o copão foi uma forma de tentar atrair clientela diante da vertiginosa queda nos pedidos causada pela crise do novo corona vírus.

São vários sabores de copão, que servem até duas pessoas (Foto: Arquivo Pessoal)
São vários sabores de copão, que servem até duas pessoas (Foto: Arquivo Pessoal)

“Até março estava tudo bem, mas chegou um ponto em que todos os nossos pedidos começaram a ser cancelados, festas, casamentos, contratos com empresas, muita coisa na época da Páscoa também foi cancelada, foi então que junto da minha filha tive a ideia de fazer o copão”

São vários sabores, entre eles: creme de oreo, quadradinhos de brownie, creme de chocolate, morangos, ninho e outros. Segundo Márcia, a novidade está servindo mais para fidelizar a clientela existente e atrair novos clientes, do que propriamente para dar lucro.

“Nós pensamos num produto que atingisse vários públicos de idade e renda. O copo atende a todo público. Mesmo que isso não me traga um lucro exuberante, isso atrai um público que depois pede um bolo, um docinho, a pessoas viram seu cliente. Geralmente toda empresa tema aquele produto que é um chamariz, que não te traz tanto lucro, mas te traz cliente”.

Márcia diz que fez primeiro um teste, que acabou dando super certo. Eu fiz três opções de copão e pedi pra minha filha fotografar e colocar no Instagram. Essas primeiras postagens renderam 50 pedidos”.

Márcia tbm faz docinhos (Foto: Arquivo Pessoal)
Márcia tbm faz docinhos (Foto: Arquivo Pessoal)

Cada copão custa R$ 15 e pesa aproximadamente 500 g. “É um doce que pode servir duas pessoas tranquilamente, não precisa ser pra uma pessoa só”, diz Márcia.

A empresária, que começou o negócio em 2016 depois de ficar desempregada, espera que a novidade ajude a passar por um dos momentos mais difíceis da sua vida profissional, infelizmente, algo comum entre os pequenos empresários.

Peguntada ao fim da entrevista se queria pontuar mais alguma coisa, Márcia é objetiva. “Que essa pandemia acabe e que possamos voltar a normalidade”.

Para conferir essa delícia e outras como bolos e docinhos, é só entrar na página da By Cakes no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

E o bolo não é só no copão, tem o tradicional também (Foto: Arquivo Pessoal)
E o bolo não é só no copão, tem o tradicional também (Foto: Arquivo Pessoal)