A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

12/08/2019 06:38

Tatiana ensina fazer receita de Caburé, que está na família há três gerações

Ela aprendeu a preparar o prato há dois anos e até apresentou no concurso Comitiva dos Chefs, em Campo Grande

Alana Portela
Caburé com pimenta rosa e folha de alecrim  (Foto: Henrique Kawaminami)Caburé com pimenta rosa e folha de alecrim (Foto: Henrique Kawaminami)

Passada de geração para geração, Tatiana Lopes Baungarten foi para cozinha e ensinou a fazer receita de Caburé, estilo de chipa feito com mandioca. “Minha família é do Paraguai, meus avós vieram pra cá e minha avó fazia e ensinou minha mãe, Maria Helena”, lembrou.

“Quando éramos crianças, ajudávamos a fazer o Caburé na Semana Santa porque as comidas paraguaias são feitas até a quinta-feira. Os paraguaios são muito religiosos e na Sexta-feira Santa não se cozinha, apenas comem. Eu ajudava fazendo bolinha, mas aprendi a fazer mesmo há dois anos”, contou.

Tatina Lopes Baungarten é corretora de imóveis e faz curso de gastronomia (Foto: Henrique Kawaminami)Tatina Lopes Baungarten é corretora de imóveis e faz curso de gastronomia (Foto: Henrique Kawaminami)

O prato é tradicional no Chaco, cidade entre a Argentina e o Paraguai. “Lá tem o Festival do Caburé”. Tatiana é corretora de imóveis, mas há dois anos despertou o gosto pela cozinha. “Depois que casei comecei a me interessar. Estou fazendo um curso de culinária e aprendendo muito”.

A receita não tem mistério, é fácil e rápida de fazer. Com seu avental azul e a touca vermelha, lembrando a cor da bandeira do Paraguai, Tatiana colocou a mão na massa. “É uma forma de manter a tradição viva e resgatar as raízes”, destacou. A confeiteira Ana Paula Saliba cedeu a cozinha para a preparação do Caburé. “Ela é minha amiga de infância”, falou Tatiana.

Ingredientes - Para fazer a receita, ela separou 1 kg de mandioca, 500 gramas de queijo curado ralado, 50 gramas de banha de porco, 3 ovos e 10 gramas de fermento químico.

Preparo - O primeiro passo é triturar a mandioca em um processador e separá-la da água e do polvilho. Repita o processo duas vezes até a mandioca virar uma massa. Essa parte também pode ser realizada usando um liquidificador, no entanto, depois será preciso coar para ter o ingrediente principal.

Tatiana separando modelando a massa do Caburé (Foto: Henrique Kawaminami)Tatiana separando modelando a massa do Caburé (Foto: Henrique Kawaminami)

Em seguida, coloque a mandioca triturada em uma bacia e acrescente o queijo ralado, a banha de porco, os ovos e amasse bem. Acrescente o fermento químico e misture. O próximo passo é modelar a massa para levar ao forno.

Em pequenos pedaços, modele a massa no formato de uma elipse. Depois, com a palma das mãos pressione levemente. “Quem faz o Caburé deixa o registro, porque é a marca da palma da mão da pessoa”, disse Tatiana.

Depois de modelado, asse em uma fritadeira elétrica na temperatura de 180°C por 8 minutos ou leve ao forno, na mesma temperatura por 40 minutos. Confira no vídeo:

A receita foi apresentada no concurso Comitiva dos Chefs, mas Tatiana acrescentou o recheio de carne seca para regionalizar o prato.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.