ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 26º

Lado Rural

Embrapa Gado de Corte sedia evento sobre melhoramento vegetal em abril

Evento está concentrado no emprego de tecnologias de inteligência artificial, para facilitar a vida no campo

Por José Roberto dos Santos | 21/02/2024 15:30
Drone sobrevoa lavoura de milho com sensores acoplados para captação de imagens. (Foto: Joana Silva/Embrapa)
Drone sobrevoa lavoura de milho com sensores acoplados para captação de imagens. (Foto: Joana Silva/Embrapa)

De 3 a 5 de abril a Embrapa-Gado de Corte, sediada em Campo Grande (MS), vai promover a 5ª edição do Workshop de Melhoramento Vegetal, com o tema “Uso de imagens na fenotipagem de plantas”. A diretoria regional da SBMP-MS (Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas de Mato Grosso do Sul) receberá pesquisadores, professores e pós-graduandos das áreas de ciências agrárias, biológicas e da computação para discutir o assunto e sua eficiência nos programas de desenvolvimento de cultivares.

Após o formato on-line da última edição, feito durante a pandemia, este ano a comissão organizadora trará dois minicursos presenciais para agregar à programação, ministrados por Filipe Matias, líder da PhenomeForce; Parag Bhatt, cientista de dados da Donald Danforth Plant Science Center (EUA). Coordenador desta edição, Mateus Santos, explica que “este ano o evento será mais mão na massa, com uso de duas ferramentas de análise de imagens desenvolvidas por equipes lideradas pelos palestrantes. Queremos que os participantes conheçam essas ferramentas e que essas possam ajudá-los nos seus programas de melhoramento”.

Uso de drones é prática usual

Integrante da equipe de melhoramento de forrageiras da Embrapa, Mateus relata que em várias Unidades da Empresa há uso de imagens captadas por sensores acoplados a drones, assim como sensores terrestres e câmeras digitais. Na Embrapa Gado de Corte, eles trabalham com imagens para avaliação de caracteres, como a matéria seca, e enxergam como promissora a adoção dessas ferramentas. O melhorista acredita que tais práticas facilitam o trabalho dos pesquisadores e incrementam os resultados, evidenciando o quanto a evolução da Ciência de Dados oferece subsídios às pesquisas.

Para a abertura do evento, além do uso de imagens, a inteligência artificial estará no centro da mesa-redonda. Participam deste momento, no dia 3, Lúcio André de Castro Jorge, pesquisador em automação e inteligência artificial da Embrapa Instrumentação (São Carlos-SP); David Mojaravscki, líder de Inteligência Artificial da Syngenta Seeds, e Edson Takashi Matsubara, professor em inteligência artificial da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, moderador da mesa.

A realização é da Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas (SBMP), organização da Embrapa e Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MS) e da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect).

Para mais informações basta clicar AQUI para acessar o link.

Nos siga no Google Notícias