ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  07    CAMPO GRANDE 22º

Meio Ambiente

Aeronaves combatem fogo e fumaça densa encobre região do Pantanal

Por Ângela Kempfer | 27/07/2020 18:07
Com lançamentos de água, fumaça encobriu região de Corumbá. (Foto: Saul Schramm)
Com lançamentos de água, fumaça encobriu região de Corumbá. (Foto: Saul Schramm)

O dia foi de muita fumaça na região de Corumbá, resultado da tentativa de reduzir o fogo na vegetação que queima no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Mas segundo relatórios do governo do Estado, a chegada de aeronaves enviadas pelo governo federal já começa a amenizar a situação.

A Operação Pantanal II é realizada por cerca de 100 pessoas e usa um avião Hércules no combate as chamas, que sobrevoou pela manhã e à tarde a área, eliminando focos de calor "desde a divisa de Corumbá com Mato Grosso ao Forte Coimbra, na fronteira com o Paraguai", informa a assessoria.

Participam da força-tarefa homens dos bombeiros, brigadistas, marinheiros, pilotos. O reforço por ar veio dos ministérios da Defesa e de Meio Ambiente, que enviaram a aeronave e outros 4 helicópteros. Só um deles leva bolsa com 300 litros de água.

A bordo do helicóptero Pegasus (UH-15), uma equipe formada por oficiais do Corpo de Bombeiros e da Marinha decolou às 15h para sobrevoar as regiões mais críticas, refazendo os pontos de combate para determinar o emprego da tropa e aeronaves nesta terça-feira. Os principais focos de calor foram detectados no entorno do Forte Coimbra e Corumbá, Porto da Manga, Paraguai-Mirim, Serra do Amolar e na borda do Rio Piquiri.

O trabalho desta segunda-feira também serviu para estudar em quais pontos as equipes devem atuaram durante a semana.

Desde às 7h, os sobrevoos ocorreram no Paraguai-Mirim, onde se localiza a Escola do Jatobazinho, onde o fogo já havia consumido três mil hectares e voltou no fim de semana.

Outra região que recebeu ações de combate fica entre 3 km e 8 km do Porto-Geral, em Corumbá.

Aeronava trabalha desde ás 7h contendo focos de incêndio no Pantanal. (Foto: Divulgação Marinha)
Aeronava trabalha desde ás 7h contendo focos de incêndio no Pantanal. (Foto: Divulgação Marinha)