ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 25º

Meio Ambiente

Assentado criava aves silvestres e ainda mantinha gado em área de proteção

Por Marta Ferreira | 31/07/2014 15:15
Gaiolas com pássaros apreendidos pela PMA  em assentamento. (Foto: Divulgação/PMA)
Gaiolas com pássaros apreendidos pela PMA em assentamento. (Foto: Divulgação/PMA)

Uma operação iniciada no dia 29 pela PMA (Polícia Militar Ambiental), em assentamentos rurais da região de Mundo Novo, e encerrada hoje, terminou com a autuação de um morador no assentamento Floresta Branca, em Eldorado, localizado a 447 quilômetros de Campo Grande, por manter gado em área que deveria ser destinada a proteção e, ainda, criar alves silvestres em cativeiro. No local, havia três pássaros-pretos e um canário- da-terra, que estavam em gaiolas.

O responsável, cujo nome não foi divulgado, recebeu duas multas totalizando R$ 7 mil pelos crimes ambientais.
Pela criação de aves sem autorização, ele vai sofrer, também, um processo criminal, que pode resultar em pena de seis meses a um ano. Pela manutenção do gado em autuaram um assentado por crimes ambientais.

O assentado notificado a retirar o gado da reserva e também responderá por crime ambiental. A pena, neste caso, é de três meses a um ano de detenção.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário