ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 22º

Meio Ambiente

Bonito é eleito um dos 100 destinos mais sustentáveis do mundo

Por Caroline Maldonado | 18/12/2014 09:13
Nascente Azul em Bonito é um dos locais procurados por turistas de todo o mundo (Foto: Portal Bonito)
Nascente Azul em Bonito é um dos locais procurados por turistas de todo o mundo (Foto: Portal Bonito)

O município de Bonito, a 257 quilômetros de Campo Grande, foi eleito como um dos 100 destinos mais sustentáveis no mundo pela organização internacional Green Destinations. A outra cidade brasileira incluída na lista é Fernando de Noronha, em Pernambuco.

Nos últimos 10 anos, Bonito recebeu R$ 39,4 milhões em investimentos do Ministério do Turismo. Dentre eles está o repasse de R$ 4,8 milhões para obras de pavimentação e drenagem em área de grande impacto turístico.

Para o ministro do Turismo, Vinícius Lages, o reconhecimento da entidade quanto a sustentabilidade nas cidades brasileiras denota que o país avançou nessa área. “O tema da sustentabilidade é absolutamente ligado à competitividade. Hoje temos práticas de gestão da eficiência energética, da água, de resíduos. Queremos tornar isso uma referência para o turismo brasileiro e um estímulo ao turismo consciente”, comentou.

Top 100 - A seleção das cidades foi feita por 30 especialistas de diversos países, com base em seis critérios. São eles, natureza; meio ambiente; cultura e tradição; bem estar social; economia verde e política de turismo verde certificada, sendo esta última o critério de maior peso.

Os locais da África, Américas, Europa e Ásia-Pacífico receberam pontuações para cada quesito. Bonito ganhou ponto 9 para natureza e cultura e tradição e tem pontuações semelhantes ao Jasper National Park, no Canadá. “A lista Global Top 100 é um reconhecimento aos destinos que trabalharam duro para fazer a diferença e levaram a sustentabilidade a sério”, disse o diretor da pesquisa, Albert Salman.

As pontuações dos cem destinos está publicada no site da Green Destinations.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário