A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

07/02/2017 18:34

Campanha para 'adotar' o Pantanal termina sexta, com 6% da meta arrecadada

Doações a partir de R$ 15 podem ser feitas até o próximo dia 10, pela internet

Elci Holsback
Reserva tem a maior concentração de felinos do mundo (Foto: Divulgação/IHP)Reserva tem a maior concentração de felinos do mundo (Foto: Divulgação/IHP)

Campanha iniciada há cerca de dois meses pelo IHP (Instituto Homem Pantaneiro) com o objetivo de arrecadar fundos para potencializar os trabalhos de preservação da biodiversidade pantaneira não alcançou nem 6% da meta, que era de R$ 55 mil.

O encerramento das doações via plataforma Kickante encerra na próxima sexta-feira (10) e até o momento, apenas R$ 3.785 foram arrecadados. Segundo o presidente do IHP, coronel Ângelo Rabelo, a entidade realizou grandes esforços para promover a campanha, contudo, os problemas financeiros atuais no País e a falta de hábito de engajamento em causas sociais interferiram negativamente na ação.

"Fizemos esforços de todas as maneiras, mas é frustrante. Não foi falta de divulgação, só que no Brasil não há o hábito de participação em ações sociais, o que aliado ao cenário econômico, não colaborou para aderência da campanha", avalia Rabelo.

O presidente da entidade acredita ainda que há pouco conhecimento sobre a importância da preservação da biodiversidade. "As pessoas ainda não entendem o quanto é necessário lutar pelo meio-ambiente", comenta.

A campanha, lançada em 13 de dezembro de 2016, possibilita que o interessado "adote" uma parte do Pantanal por meio de doações, com valor inicial de R$ 15, por meio da plataforma on-line. A Kickante ficaria com 12,5% do valor arrecadado, caso a meta fosse alcançada, como não foi, o desconto da plataforma será maior, de 17,5%.

Área de preservação é de 300 mil ha (Foto: Divulgação/IHP) Área de preservação é de 300 mil ha (Foto: Divulgação/IHP)

Preservação - Responsável pela preservação de 300 mil hectares de área do Pantanal sul-mato-grossense, o IHP tem valor médio de custos em torno de R$ 1 milhão ao ano, no trabalho de conservação da biodiversidade. O Parque Nacional do Pantanal, área assistida pelo instituto, conta com mais de 250 espécies de pássaros, mais de mil espécies de insetos e 60 de mamíferos. Animais que correm risco de extinção, como o tamanduá bandeira são protegidos por este trabalho.

O local é ainda a maior reserva de felinos do mundo, com mais de 100 onças, principalmente da espécie pintada, também ameaçada de extinção.

Para doar na campanha do IHP, que encerra nos próximos dois dias é necessário acessar a página www.kickante.com.br/homempantaneiro



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions