A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

16/10/2017 09:15

Com foco nos rios perto de MT, apreensão de pescado cresce 91%

A pesca no Estado vizinho fechou no dia primeiro de outubro, enquanto os rios federais seguem abertos até 5 de novembro

Aline dos Santos
Ao todo, operação apreendeu 300 quilos de pescado.  (Foto: PMA/Divulgação)Ao todo, operação apreendeu 300 quilos de pescado. (Foto: PMA/Divulgação)

A operação Pesque Legal, realizada no feriado prolongado pela PMA (Polícia Militar Ambiental), aprendeu 91% a mais de pescado do que no ano passado. Neste ano, por meio de parceria com a Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), o foco foi a pesca.

Os rios federais próximos a Mato Grosso receberam atenção especial. A pesca no Estado vizinho fechou no dia primeiro de outubro, enquanto os rios federais seguem abertos até 5 de novembro.

Neste cenário, houve reforço de fiscalização do Correntes e áreas mais longínquas do Pantanal, como a foz do rio Piquiri, no rio São Lourenço e Paraguai.

“Com o fechamento da pesca no Estado vizinho, haveria uma expectativa de intensificação de pescadores na região, principalmente do MT, no lado de Mato Grosso do Sul, o que se confirmou, havendo a necessidade de mais policiais na região”, informa a PMA.

No ano passado, foram apreendidos 157 quilos de pescado. Neste ano, foram 300 quilos. O número de multas por infrações teve acréscimo de 64%: foram autuadas 46 pessoas por infrações ambientais neste ano contra 28 na operação do ano passado.

O comparativo também mostra aumento de 144%das infrações por pesca: o número cresceu de 18 (2016) para 44 (2017). Os presos por pesca predatória foram 17 contra quatro na operação anterior, aumento de 325% . As multas aplicadas por pesca ilegal foram de R$ 37.700 neste ano. Em 2016, o valor foi de R$ 15.000.

A PMA apreendeu nesta operação 20 redes de pesca, 3 tarrafas, 514 anzóis de galho e 10 espinhéis. Eles integram a lista de petrechos proibidos, com alto pode de dizimar os cardumes. A operação foi realizada entre 10 e 16 de outubro.

De acordo com a PMA, houve incidente no rio Apa. Pescadores que estavam em território paraguaio, pescando com redes em uma corredeira, atiraram em policiais de Bela Vista. Eles reagiram e o grupo fugiu.

PMA apreendeu 20 redes de pesca durante operação. (Foto: Divulgação/PMA)PMA apreendeu 20 redes de pesca durante operação. (Foto: Divulgação/PMA)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions