A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

06/07/2018 11:00

Dona de ninho próximo a poste, arara morre eletrocutada em fiação elétrica

“Se sentem à vontade em Campo Grande, mas não sabem identificar perigos como a rede de alta tensão”, explica Neiva Guedes, do Instituto Arara Azul

Anahi Zurutuza
Arara morta e presa à fiação (Foto: Vinicius Santana)Arara morta e presa à fiação (Foto: Vinicius Santana)

Uma arara-canindé morreu eletrocutada ao ficar presa na fiação de elétrica de poste na rua 7 de Setembro, próximo a Unopar (Universidade do Norte do Paraná), em Campo Grande. Moradores se depararam com a cena na manhã desta sexta-feira (6).

O fotógrafo Vinicius Santana, voluntário do Instituto Arara Azul, foi até o local e fez imagens. Apesar de não ser biólogo ou profissional da área, ele tem anos de experiência em fotografar araras no seu habitat. “Tem um ninho aqui próximo e infelizmente aconteceu isso. As araras vermelhas são as vítimas mais frequentes porque elas gostam muito da Sete de Copas [nome de uma árvore]”, explica.

Vinicius também sabe que a ave morta nesta sexta-feira não tem filhotes. “Elas começam a acasalar agora”, esclareceu.

Corpo da ave, depois que equipe da Energisa o desprendeu da fiação (Foto: Vinicius Santana)Corpo da ave, depois que equipe da Energisa o desprendeu da fiação (Foto: Vinicius Santana)

Em entrevista ao Campo Grande News, em meados do ano passado, a pesquisadora Neiva Guedes, presidente do Instituto Arara Azul, também deu esclarecimentos sobre os frequentes acidentes com as aves. Ela explica que só podar as árvores próximas à fiação, não resolve.

Por isso, o instituto tem uma parceria com a Energisa para combater este tipo de ocorrência. O instituto é responsável por identificar regiões mais frequentadas pelas araras da Capital e a concessionária toma algumas providências, como encapar os fios.

Neiva comentou ainda que as araras “se sentem à vontade em Campo Grande, mas não sabem identificar perigos como a rede de alta tensão”. “Elas não reconhecem o fio como uma ameaça”, completou.

A Energisa foi acionada e esteve nesta manhã no local do mais recente acidente para retirar o corpo do animal. Não houve danos à rede elétrica. Confira no vídeo:

Direto das Ruas - A sugestão de pauta chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions