A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/05/2016 12:04

Em 12 horas, 30 mil raios que podem causar mortes atingiram o Estado

Renata Volpe Haddad
Foram registrados 30.755 raios em Mato Grosso do Sul nas últimas 12 horas. (Foto: Alcides Neto)Foram registrados 30.755 raios em Mato Grosso do Sul nas últimas 12 horas. (Foto: Alcides Neto)

Mato Grosso do Sul registrou 30.755 raios nuvem-solo que atingem o chão e podem causar mortes e danos materiais, entre às 18 horas de segunda-feira (9) até às 6h desta terça-feira (10), segundo relatório do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Ainda conforme o Inpe, Campo Grande ocupa a terceira posição entre as cidades com mais mortes por raios nos últimos 15 anos. Foram 11 vítimas, ficando atrás somente de Manaus, com 22 vítimas e São Paulo com 26 mortes por causa dos raios.

Ribas do Rio Pardo também tem um número significativo sendo sete mortes e ocupa a nona posição no ranking das cidades que mais têm incidência de raios. De 2000 a 2014, foram registradas 103 mortes no Estado.

Porto Murtinho e Nova Alvorada do Sul são as cidades do Estado que registram maior concentração de raios, com 14.45 por km²/ ano e 14.43 por km²/ano, respectivamente. Campo Grande é a quinta cidade do Estado e a 117 do país com maior densidade de descargas elétricas, registrando 13.43 por km²/ano.

No País, 50 milhões de raios caem todos os anos e 25% das mortes ocorridas é de pessoas que estavam em atividades rurais, 19% das vítimas estavam dentro de casa e 11% próximo a um veículo. Em relação as vítimas, 43% tinham idade entre 15 e 24 anos, conforme o Elat (Grupo de Atividade Atmosférica).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions