ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 14º

Meio Ambiente

Estrada do 21 nem foi inaugurada e já tem animais mortos por atropelamento

Nova rodovia será a primeira com implantação do programa “Estrada Viva”, mas mortes já são registradas

Por Gabriela Couto | 12/11/2023 16:08
Raríssimo gato mourisco não resistiu aos ferimentos após ter sido atropelado na nova Estrada do 21 (Foto: Unidos Serra da Bodoquena)
Raríssimo gato mourisco não resistiu aos ferimentos após ter sido atropelado na nova Estrada do 21 (Foto: Unidos Serra da Bodoquena)

Faltando 15 km para concluir, a “Estrada do 21”, que irá encurtar a distância de Campo Grande a Bonito, pela MS-345, nem terminou e já está acumulando atropelamentos da fauna. Neste domingo (12), um raríssimo gato mourisco foi encontrado morto na rodovia que nem foi inaugurada. A imagem foi feita por grupo de ciclistas que treinava na via.

O novo trecho que sai do “Posto 21” em Anastácio e segue até a capital do ecoturismo será o primeiro projeto com a implantação da metodologia do programa “Estrada Viva”.

Na teoria, esta deverá ser a rodovia mais segura para os animais silvestres, já que será a única feita com previsão de passagens de fauna. Mas na prática, o que se tem registrado são sucessivos atropelamentos.

Neste sábado (11), um tatupeba foi vítima da velocidade dos que estão usando os trechos já pavimentados. A previsão era que a obra fosse inaugurada ainda neste segundo semestre.

Vítima da velocidade de motoristas e sem passagem adequada, tatupeba foi mais uma perda para a biodiversidade brasileira (Foto: Unidos Serra da Bodoquena)
Vítima da velocidade de motoristas e sem passagem adequada, tatupeba foi mais uma perda para a biodiversidade brasileira (Foto: Unidos Serra da Bodoquena)

A reportagem tentou contato com a assessoria da Seilog (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) para ter uma posição sobre o excesso de velocidade dos usuários da rodovia com previsão de entrega até abril de 2024.

Em nota, a informação é de que a estrada foi projetada com todos os dispositivos de mitigação de colisões veiculares com a fauna local, onde já foram instaladas 42 passagens inferiores de fauna e estão previstos para o 1º semestre de 2024 a instalação de 2 sonorizadores, mais de 100 placas lúdicas e mais de 10 mil metros de tela condutora de fauna.

"Vale citar que a AGESUL, através de sua Diretoria de Meio Ambiente (DMA), vem planejando a implantação destes dispositivos em diversas rodovias estaduais, baseada no manual de orientações técnicas para mitigação de colisões veiculares com fauna silvestre nas rodovias estaduais, de forma a garantir a conservação de espécies da fauna e também a segurança dos usuários de nossas rodovias", destacou.

Estrada Viva - O Estrada Viva monitora 19 trechos de 16 rodovias de Mato Grosso do Sul, a maioria delas em municípios da Serra da Bodoquena. Entre elas, a MS-382, que liga Bonito a Guia Lopes, e a MS-345, que integra Bonito a Anastácio. Confira o 'atropelômetro' clicando aqui.

Através do programa, técnicos monitoram os trechos com maior incidência de atropelamento de animais e propõem medidas para redução das colisões, como a instalação de placas lúdicas, passagens inferiores/superiores de fauna, cercamento e redutores de velocidade.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.


Nos siga no Google Notícias