A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

05/01/2019 15:38

Grupo de frequentadores da Cachoeira Céuzinho mobiliza mutirão de limpeza

O local está sujo com garrafas pets e de vidro jogadas em meio as rochas e até mesmo nas águas. Quem desfruta do local também reclama da insegurança.

Mirian Machado
Garrafas pets e também de vidro jogadas em meio às rochas do lado da cachoeira (Reprodução/Facebook)Garrafas pets e também de vidro jogadas em meio às rochas do lado da cachoeira (Reprodução/Facebook)

Conhecido por muitos como Cachoeira do Céuzinho e, por outros, como Usina Velha, o local que fica na saída para Rochedo em Campo Grande frequentado por famílias que vão até lá desfrutar da natureza e tomar banho de cachoeira está tomado por lixo em seu entorno e também nas águas.

Por causa de toda essa poluição um grupo de frequentadores se uniu e resolveu formar um mutirão para limpar o local, que tem cerca de 18 hectares de terra, neste sábado (5) e melhorar a aparência para também chamar mais pessoas e quem sabe tornar um ponto turístico.

O marceneiro de 55 anos, Elzio Moreira da Silva, mora na região e lembra-se do local desde quando a usina ainda funcionava. Ele conta que o prédio é da empresa de energia da Capital, mas que está abandonado há muito tempo, chegou a ser saqueado e depois largado de vez.

“Sou amante daquele lugar desde muito tempo. Já fiz amizades com os grupos que praticam esportes aqui. Conheço a história da usina, lembro também de quando foi desativada. A Energisa quer vender e a Prefeitura poderia comprar com parceria privada poderia tornar o local turístico. O lugar merece”, exclama.

 

Pé de uma das cachoeiras que existem no local (Reprodução/Facebook)Pé de uma das cachoeiras que existem no local (Reprodução/Facebook)
Lugar onde as famílias aproveitam para tomar banho (Reprodução/Facebook)Lugar onde as famílias aproveitam para tomar banho (Reprodução/Facebook)

Nesta manhã, Elzio e outros frequentadores se reuniram, levaram um caminhão para poder tirar os produtos grandes e entulhos além também de recolher garrafas pets entre as cachoeiras e pedras, plásticos, embalagens de comidas, absorventes, vidros, latas, entre outras coisas.

“Queremos chamar atenção para o que é nosso. O local está em ruínas, mas é patrimônio histórico da cidade”, explica.

Além do lixo, o local apresenta insegurança. Conforme Elzio, há usuários de drogas, gente trocando tiros e brincando de tiro ao alvo e até mesmo gente fazendo sexo. “Já morreu gente lá e ninguém se movimenta”, reclama.

Em relação ao mutirão, o grupo ainda não conseguiu retirar toda a sujeira e pede ajuda de quem visita ou queira visitar a Cachoeira do Céuzinho. “Estamos fazendo de pouquinho em pouquinho e toda ajuda é bem vinda. Todo mundo tem que cuidar. Recolher o próprio lixo é o mínimo”, afirma.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions