ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  16    CAMPO GRANDE 19º

Meio Ambiente

Imasul vai inspecionar fábrica de avião comprado para combater fogo em MS

Aeronave monomotor custou R$ 14 milhões e tem capacidade de armazenar até 3 mil litros

Por Nyelder Rodrigues | 28/09/2021 11:28
Aeronave da Air Tractor será usada para combater os incêndios florestais em MS (Foto: Divulgação)
Aeronave da Air Tractor será usada para combater os incêndios florestais em MS (Foto: Divulgação)

Dois servidores públicos do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) foram designados pelo Governo do Estado para uma visita técnica à fábrica do avião comprado recentemente por R$ 14 milhões para auxiliar as equipes em solo no combate aos incêndios florestais que assolam as áreas verdes do Estado.

As visitam devem ocorrer entre os dias 18 e 22 de outubro e 15 e 19 de novembro deste ano na sede da AgSur Aviones S.A., vencedora de pregão realizado pelo Executivo para adquirir a aeronave Air Tractor, arrematada por R$ 14 milhões.

Com sede no Uruguai e representada no Brasil pela Aviopeças Comércio Aeronáutico Ltda, a AgSur mantém sede na cidade estado-unidense Arlington, no Texas, local que será visitado pelos servidores André Borges Barros de Araújo e Roberto Silveira Barbosa.

Ambos estão lotados no Imasul, e foram autorizados a se ausentar do Brasil para realizar a visita às instalações da AgSur Aviones em decreto assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na segunda-feira (27) e publicado na edição desta terça do DOE-MS (Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul).

A licitação para compra da aeronave pelo Governo foi aberta pela SAD (Secretaria Estadual de Administração) no início do mês passadao em modelo internacional - todas as publicações no DOE (Diário Oficial do Estado) foram realizadas em inglês por isso. O modelo comprado tem capacidade de armazenamento de 3 mil litros de água.

O preço máximo da aquisição era de R$ 14,9 milhões - ou seja, foi conseguido uma economia de R$ 900 milhões na licitação realizada pelo Governo do Estado. O avião é homologado no Brasil e conta com reservatório de água e também um tanque de espuma com capacidade superior a 60 litros ou 15 galões.

O monomotor turboélice, biplace, deve ter sido originalmente concebido para combate a incêndios florestais. Além da aeronave, a contratada pelo poder público local também deve proporcionar, sem custos adicionais, o treinamento para pilotos do Corpo de Bombeiros, feito com instrutores credenciados pelo fabricante do monomotor.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário