ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 17º

Meio Ambiente

Latinhas 'viram' cadeiras de roda em campanha de escola profissionalizante

Por Ricardo Campos Jr. | 06/06/2017 08:23
Alunos do Cebrac percorrem ruas do Centro para juntar latinhas e ajudar na campanha (Foto: divulgação)
Alunos do Cebrac percorrem ruas do Centro para juntar latinhas e ajudar na campanha (Foto: divulgação)

Alunos de uma escola de cursos profissionalizantes de Campo Grande estão envolvidos em um projeto que mistura solidariedade e zelo pelo meio ambiente. Até o dia 30 de junho eles têm a missão de juntar o maior número possível de latinhas de alumínio para vendê-las e usar o dinheiro na compra de cadeiras de roda e outros materiais para ajudar entidades assistenciais da cidade.

No último sábado (3), eles percorreram as ruas do Centro recolhendo os materiais, muitas vezes encontrados jogados no chão, para aumentar o volume de metais juntados até o momento.

“Nós do Cebrac valorizamos o contato dos nossos alunos com o meio ambiente, com a sustentabilidade e ajuda ao próximo. Por isso foram desenvolvidos vários projetos que vêm sendo realizados em nossa escola, desde a conscientização, que foi o Eco Consciência e agora estamos na fase do Eco Solidariedade, onde colocamos nossos jovens para arrecadar e trazendo latinhas”, disse ao Campo Grande News a coordenadora pedagógica Iris Lima de Souza.

Como rede franqueada, todas as unidades Cebrac do Brasil realizam essa campanha. Para estimular a participação, existe uma espécie de disputa, em que é premiada a escola que conseguir comprar mais cadeiras de roda.

Muitas latinhas foram achadas jogadas no chão (Foto: divulgação)
Muitas latinhas foram achadas jogadas no chão (Foto: divulgação)

A campanha existe desde 2012. Até o ano passado, eram compradas apenas cadeiras de roda. Este ano a ajuda se estenderá ao que a entidade beneficiada estiver precisando, como fraldas, alimentos e até cadeiras de banho.

Por isso, a escola está oferecendo minicursos profissionalizantes abertos a toda a sociedade cuja inscrição é um quilo de alimento não perecível para ajudar na ação. Em 2016 a instituição de ensino conseguiu 15 equipamentos, dos quais a maior parte foi encaminhada ao Asilo São João Bosco.

Já foram reunidos 60 quilos de latinhas levadas à escola apenas pelos alunos. A meta é aumentar a quantia em oito vezes até o fim do mês. Por isso, toda a população pode ajudar na campanha, basta juntar latas de alumínio ou apenas os lacres e levá-los até a empresa na Rua 13 de Maio, 2.967, no Centro de Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário