ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 25º

Meio Ambiente

Made in Pantanal: arara-azul é nova mascote brasileira no Japão

Batizada de “Jujuba” a ave foi apresentada ao público durante o Brazilian Day, do outro lado do mundo

Gabriela Couto | 05/09/2022 12:43
Comunidade brasileira no Japão conheceu história da arara-azul, novo mascote batizado de Jujuba. (Foto: Silvio Mori) 
Comunidade brasileira no Japão conheceu história da arara-azul, novo mascote batizado de Jujuba. (Foto: Silvio Mori)

Tem arara-azul no Japão e o nome dela é ‘Jujuba’. Ave símbolo do Pantanal, foi adotada como a nova mascote da comunidade brasileira que mora do outro lado do Planeta. Cerca de 25 mil pessoas conheceram o animal durante o Brazilian Day, realizado no último fim de semana, em Hamamatsu.

A foto de Jujuba e sua história foram contadas em um telão, na cerimônia de abertura da festividade. No Japão é uma tradição ter uma mascote, conhecidos como “Yuru Kyara”, utilizados para promover uma empresa, um evento e até mesmo uma região. Cada cidadão também adota o seu, conforme características que se combinam entre sim.

A ideia do mascote brasileiro no Japão foi do cônsul geral do Brasil em Hamamatsu, Adelmo Garcia, que inicialmente não sabia qual animal melhor representaria a comunidade verde-amarela no país. “Aqui é muito comum ter um mascote, cada evento japonês que você vai, ele está lá, dando boas-vindas, animando os convidados. A partir daí eu pensei, que poderíamos ter o nosso”, conta

Assim que divulgou a proposta de ter um mascote para a comunidade brasileira, ele recebeu uma amostra de arara-azul, feito por uma jovem emigrante japonesa, Melissa Hiramoto, 17 anos. Ela escolheu a espécie vulnerável de extinção para melhor representar o Brasil. Melissa fez o desenho e deu o nome de “Jujuba”.

A produção do “Jujuba” em tamanho real depende agora de recursos, cujo o custo total fica em torno de 500 mil ienes, cerca de R$ 18 mil.  Os mascotes costumam combinar a estética dos animes modernos com algumas características da região que representam, como cultura, história, fauna ou produtos pelos quais a cidade ou província é reconhecida.

O resultado costuma ser um personagem simpático, ou seja, muito fofo e amigável, com forte apelo popular, que contribui para fomentar o turismo e o desenvolvimento da economia local.

Nos siga no Google Notícias