A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

20/05/2018 14:55

Natureza de MS presente em mega feira para incentivar observação de aves

A 23ª AvistarBrasil divula potencial para birdwatching. Evento teve início no dia 18 e termina neste domingo (20), em São Paulo.

Anahi Gurgel
Tucano é facilmente avistado em área urbana de Campo Grande. (Foto: Gilson Rocha)Tucano é facilmente avistado em área urbana de Campo Grande. (Foto: Gilson Rocha)

Que Mato Grosso do Sul tem as mais belas paisagens naturais do Brasil é inegável, mas agora, a estratégia para aumentar o fluxo turístico e as possibilidades de comercialização é divulgar seu potencial para o chamado birdwatching. Com esse intuito, as espécies de pássaros do estado estão “presentes” na 23ª AvistarBrasil – Encontro Brasileiro de Observação de Aves, que acontece até hoje (20), em São Paulo (SP).

O estado participa da feira por meio da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), com uma caravana formada por técnicos, empresários ligados ao trade turístico, com parceria do Sebrae.

O público é composto por profissionais dos mais variados segmentos, como fotógrafos, ornitólogos, guias de turismo e amantes da natureza, que participam de palestras e diversas outras atividades.

Entre os palestrantes está o diretor de Desenvolvimento do Turismo e Mercado da Fundtur-MS, Geancarlo Merighi, com a palestra“MS: birdwatching no seu melhor estado”.

Caboclinho (Sporophila bouvreuil) é uma das duas espécies que são observadas somente em MS, no território brasileiro. (Foto: Geancarlo Merighi)Caboclinho (Sporophila bouvreuil) é uma das duas espécies que são observadas somente em MS, no território brasileiro. (Foto: Geancarlo Merighi)

O birdwatching já atrai milhares de brasileiros e estrangeiros para observar e fotografar espécies raras com binóculos. O Brasil é o segundo país com maior diversidade de aves no mundo. São cerca de 1.900 espécies de aves catalogadas no Brasil e em Mato Grosso do Sul é possível encontrar mais de 650 em ambientes rurais e urbanos.

Observadores de pássaros encontram somente em Mato Grosso do Sul duas espécies: o Rapaizinho-do-chaco (Nystalusstriatipectus) e o Tiriba-fogo (Pyrrhuradevillei). No território brasileiros são avistados no Pantanal Sul-mato-grossense e na Serra da Bodoquena. Fora do país, podem ser vistos no leste da Bolívia, Paraguai, norte da Argentina e chaco paraguaio.

Gavião é fotografado no Bairro Santa Fé. (Foto: Gilson Rocha)Gavião é fotografado no Bairro Santa Fé. (Foto: Gilson Rocha)

Ano das aves - Em comemoração ao centenário da aprovação da Lei do Tratado das Aves Migratórias (MBTA, na sigla em inglês), importantes instituições estrangeiras como National Audubon Society, National Geographic, BirdLife International e The Cornell Lab of Ornithology, oficializaram 2018 como o Ano das Aves.

O país ficou em quarto lugar no ranking mundial do Global Big Day 2018, que mensura o maior registro de aves em 24h. Foram 1.036 espécies em 801 listas registradas, ficando atrás da Colômbia, Peru e Equador.

Mato Grosso do Sul registrou 285 espécies de aves, com destaque para o município de Aquidauana, onde houve registro de 206 espécies. Com isso o Estado ficou em 7º lugar em nível nacional no GBD 2018, melhor colocação do MS desde que começou a participar do evento.

Vale a pena conferir outros "flagras" de espécies de aves do estado pelas lentes de Gilson Rocha, que tem na fotografia seu hobby preferido.  




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions