ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 20º

Meio Ambiente

No Parque das Nações, tapete de ipês colore e alegra famílias no domingo

Amanda Bogo | 02/07/2017 10:25
Lua já passa o amor pela natureza ao pequeno Ariel, de um ano (Foto: Alcides Neto)
Lua já passa o amor pela natureza ao pequeno Ariel, de um ano (Foto: Alcides Neto)

O domingo de atividades físicas e encontros familiares no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, ganhou um colorido especial hoje com as flores dos ipês rosa. Tradicionais do inverno e símbolo da Capital, as árvores floridas estão espalhadas por toda a cidade e ajudam como ponto de tranquilidade para quem está na correria do dia-a-dia.

Nos altos da avenida Afonso Pena, a árvore é vista com admiração por quem aproveita momentos de lazer e garante que é possível encontrar a paz por meio delas. 

“Traz alegria e alivia a alma”, declara o engenheiro agrônomo Francisco Sérgio de Lima, 53 anos, que mostra estar encantando com o florescer da planta. “Mostram toda a essência da natureza e que é preciso cuidar mais dos parques, das áreas verdes e arborização de ruas”.

Nas árvores ou no chão, beleza dos ipês pode ser vista no Parque das Nações (Foto: Alcides Neto)
Nas árvores ou no chão, beleza dos ipês pode ser vista no Parque das Nações (Foto: Alcides Neto)
Aldelino posa para foto, que será levada de recordação da viagem (Foto: Alcides Neto)
Aldelino posa para foto, que será levada de recordação da viagem (Foto: Alcides Neto)

A paixão pela natureza e pelos ipês foi passada pela família à estudante Lua Clara Trindade dos Santos, 24 anos, que promete deixar isso como legado para o filho Ariel, de 1 ano. “Todo domingo venho com ele ao parque e com meu marido. Quando vejo os ipês, tenho vontade de ficar descalça e pegar todos”.

Lua destaca que, para ela, as árvores tem o poder de trazer paz para quem passa por elas em um dia difícil e estressante. “Deixa a cidade bem agradável, no trânsito é possível admirar elas e tirar um tempo para meditar”.

Em visita a Capital para visitar o filho que mora aqui, o mineiro Aldelino Machado, 65 anos, que mora em Belo Horizonte, disse ter ficado impressionado com a beleza das árvores e flores. Fotos posadas em frente a uma das diversas árvores do parque serão levadas como recordação da viagem.

“Em Minas tem, mas não nessa quantidade. Aqui tem fartura. É tudo de bom, uma árvore ímpar que floresce sozinha”, finalizou.

Moças que passavam pelo local pararam para registrar em foto um dos ipês (Foto: Alcides Neto)
Moças que passavam pelo local pararam para registrar em foto um dos ipês (Foto: Alcides Neto)
Nos siga no Google Notícias