A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Novembro de 2017

29/02/2016 21:08

Operação Piracema registra aumento de 52% no total de pescado apreendido

Nyelder Rodrigues
Apesar de aumento, total de pescado apreendido está dentro da média histórica (Foto: divulgação PMA)Apesar de aumento, total de pescado apreendido está dentro da média histórica (Foto: divulgação PMA)

Com o término nessa segunda-feira (29) do período de defeso dos peixes, a PMA (Polícia Militar Ambiental) divulgou o balanço da Operação Piracema 2015/16. Em Mato Grosso do Sul, foi apreendido uma tonelada de pescado irregular durante as fiscalizações, número 52% maior que no período anterior, e aplicado R$ 103 mil em multas.

Em 2014/15, foram 693 kg de pescado apreendido, contra 1.051 kg em 15/16. Os números também apontam aumento de autuados e presos por pesca ilegal. No período anterior, foram 33 autuados e 30 presos, enquanto que nesse foram 49 autuados e 39 presos em Mato Grosso do Sul.

Apesar do aumento, os números ficaram dentro da média de apreensões e prisões. Nos últimos sete anos, a média de apreensão fica na casa de uma tonelada, enquanto as prisões registram média de 40 casos a cada período de defeso.

Conforme relatório da PMA, há sete anos foram adotados novas estratégias de fiscalização, como o monitoramento de cardumes, principalmente em pontos de vulnerabilidade. Com isso, acredita-se, foi possível diminuir consideravelmente os crimes ambientais cometidos nos rios durante o defeso.

PMA atribui queda nas médias às novas e bem sucedidas estratégias de fiscalização (Foto: divulgação PMA)PMA atribui queda nas médias às novas e bem sucedidas estratégias de fiscalização (Foto: divulgação PMA)

Antes dessa estratégia, a média de apreensões de pescado superava as duas toneladas, enquanto as prisões, no primeiro período em que o monitoramento de cardumes foi adotado, 2009/10, chegaram a marca de 100 casos. Essa também foi a maior marca de prisões desde 2003/04.

"Os resultados obtidos pela fiscalização demonstram que a estratégia tem dado certo e os números têm se mantido em patamares esperados e aceitáveis, dentro da meta preventiva", frisa o relatório da PMA.

A pesca foi reaberta nos rios da União da Bacia do Rio Paraguai (Paraguai, São Lourenço, Piquiri, Correntes, Paranaíba, Apa, Aporé) e todos os rios que não nascem em Mato Grosso do Sul e que fazem fronteira com a Bolívia e o Paraguai. Abaixo, segue a tabela completa com os dados do relatório.

Operação Piracema registra aumento de 52% no total de pescado apreendido


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions