ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 31º

Meio Ambiente

PMA multa em R$ 4 mil homem por construir casa em área de preservação

Por Paula Vitorino | 17/02/2011 14:20

Flagrante aconteceu durante Operação da PMA no rio Paraguai

Construção de casa foi feita em área de preservação permanente. (Foto: Divulgação)
Construção de casa foi feita em área de preservação permanente. (Foto: Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) multou Carlos Moura de Arruda, de 47 anos, por construir uma casa em área de vegetação permanente - a 20 metros de distância do rio Paraguai. O flagrante foi feito durante fiscalização fluvial a 12km do município de Corumbá.

Carlos cortou a vegetação nativa da área. O local está localizado ao redor das RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Nacional) Santa Teresa e Reserva Eliezer Batista.

Ele também foi autuado por utilizar moto serra e cortar árvores sem autorização do órgão ambiental competente na área de vegetação permanente.

Pelos crimes ambientais cometidos, Carlos recebeu multa de R$ 4 mil e ainda poderá ser condenado a detenção de um a três anos.

Todas as atividades no local foram interditadas pelos policiais.

Pescado - Ainda na mesma região, José Oliveira Amorim, de 45 anos, foi autuado por realizar pesca superior a permitida em período de Piracema. Foram apreendidos 8 quilos de pescado com tamanho inferior ao permitido.

José recebeu multa de R$ 1 mil e também poderá ser processado pelo crime ambiental.

Os flagrantes aconteceram durante Operação realizada pela PMA entre os dias 14 e 16, com o objetivo de fiscalizar a aplicação da modalidade pesque-solte na calha do rio Paraguai, que foi liberada desde o dia 1° de fevereiro.

Durante os quatro dias de fiscalização, a PMA percorreu 350 km no rio e adjacências.