A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

05/04/2018 09:47

Prefeitura faz ação contra descarte irregular e um vai para delegacia

O flagrante foi realizado nesta manhã (5) em ação conjunta da Agetran, Semadur e Guarda Municipal. As multas variam de R$ 1 mil a R$ 8,6 mil

Viviane Oliveira e Bruna Kaspary
Entulhos, roupas, sofás e até remédios foram encontrados em terreno na região do Bairro Dom Antônio Barbosa (Foto: Saul Schramm)Entulhos, roupas, sofás e até remédios foram encontrados em terreno na região do Bairro Dom Antônio Barbosa (Foto: Saul Schramm)

O verdureiro José Gonçalves Bezerra, 68 anos, foi autuado em R$ 1,3 mil por descarte irregular de poda de árvore na Rua Evelina Figueiredo Selingardi, próximo à BR-262, no Bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande. O flagrante foi realizado nesta manhã (5) em ação conjunta da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Guarda Municipal. A operação foi feita nas sete regiões da cidade, desde a madrugada, mas só este flagrante foi divulgado.

As multas variam de R$ 1 mil a R$ 8,6 mil. Conforme o comandante da Guarda Municipal, Anderson Gonzaga, a ação começou por volta das 4h de hoje, não tem prazo para terminar nem data preestabelecida para acontecer. “Qualquer tipo de material sólido descartado irregularmente configura crime ambiental”, explica. A operação foi deflagrada após denúncias da população ao Ministério Público Estadual e à Polícia Civil.

Em um dos locais percorridos pela equipe, na região do Dom Antônio Barbosa, foram localizados restos de galhos, brinquedos, malas velhas, sofás, pneus, roupas e até medicamentos ainda no prazo de validade. 

Lixos descartados em local inadequado (Foto: Saul Schramm)Lixos descartados em local inadequado (Foto: Saul Schramm)
Caminhão que o verdureiro usava para transportar galhos de árvores (Foto: Saul Schramm)Caminhão que o verdureiro usava para transportar galhos de árvores (Foto: Saul Schramm)

Os caçambeiros flagrados fazendo o descarte irregular de entulho ou lixos serão enquadrados pela Semadur e Agetran. A empresa responsável poderá perder até o alvará de funcionamento. As regiões do Anhanduizinho e Prosa são as mais preocupantes porque estão próximas a dois aterros sanitários e as pessoas costumam fazer o descarte no entorno.

Segundo o delegado Elton Galindo, que está respondendo pela Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista), José foi orientado e não vai responder por crime ambiental porque não chegou a fazer o descarte. Ele foi multado administrativamente por não ter licença para fazer o serviço.

À reportagem, o verdureiro disse que a vizinha fez a poda e pediu para ele descartar os galhos na região do Dom Antônio. “Eu nunca tinha feito isso. Essa foi a primeira vez e já fui pego”, lamentou.

Descarte - Resíduos como eletroeletrônicos, eletrodomésticos, móveis, restos de galhos de árvore, resíduo do corte de grama e entulhos da construção podem ser descartados no Ecoponto Panamá. Cada pessoa pode levar até 650 quilos por dia. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 8h às 18h. O Ecoponto fica na Rua Sagarana com a Avenida Professor José Barbosa Hugo Rodrigues. 

Quem quiser fazer denúncia pode ligar no Disque Denúncia 156, Decat 3325-2567, Guarda Civil Municipal 153 ou na 34º Promotoria de Justiça do Meio Ambiente 3317-4067.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions