ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 30º

Meio Ambiente

Relatório chega em casa, mas você olha qual a qualidade da água que consome?

Durante o mês de fevereiro, a Águas Guariroba divulgou nas faturas o Relatório Anual de Controle de Qualidade

Por Viviane Oliveira e Antonio Bispo | 01/03/2024 09:55
Francini disse que acha a qualidade da água boa (Foto: Henrique Kawaminami)
Francini disse que acha a qualidade da água boa (Foto: Henrique Kawaminami)

Moradora da região do Hospital Regional, no Bairro Aero Rancho, há mais de 20 anos, Francini Tonial, de 38 anos, recebeu nesta semana o talão da conta com relatório Anual de Qualidade da Água.

Ela contou que não tinha recebido a fatura com as informações, mas a mãe já tinha conhecimento do relatório. "Eu acho boa a qualidade da água oferecida na cidade, nunca tive problemas", contou.

Durante todo o mês de fevereiro, a Águas Guariroba divulgou nas faturas o Relatório Anual de Controle de Qualidade da Água de Campo Grande.

Os dados mostram um resumo dos resultados de análises feitas no laboratório da concessionária, no ano passado. Há índices sobre cor da água, turbidez, concentração de cloro residual livre, fluoreto, pH e coliformes totais.

Funcionários da concessionário entregando a fatura para o morador (Foto: Henrique Kawaminami)
Funcionários da concessionário entregando a fatura para o morador (Foto: Henrique Kawaminami)

O material mostra a transparência ao monitoramento de qualidade da água, que chega nas residencias, e cumpre o Decreto Federal, de 2005, garantindo ao consumidor o direito à informação da água fornecida. Como são várias informações divulgadas, Francini disse que ia olhar com calma o relatório. "Tem bastante dados", destacou.

Segundo a coordenadora de Laboratório da Águas Guariroba, Karina Goulart, a população consegue ver o número de amostras que são exigidas pela legislação e o que foi realizado pela concessionária.

O previsto é o que a lei exige, o real é o que foi feito, e o potável é a amostra que deu dentro dos padrões de potabilidade. Os índices de potabilidade, de janeiro a dezembro, foram acima dos 99%. "Os resultados chegam a quase 100%. Em questão de prestação de serviço estamos entregando a mais, bem acima da média do Brasil", disse.

Relatório dispónivel na conta de água (Foto: Henrique Kawaminami) 
Relatório dispónivel na conta de água (Foto: Henrique Kawaminami)

Na Capital, mais de 34% da água vem da captação do Córrego Guariroba. O restante do Córrego Lageado (16%) e de 150 poços profundos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias