ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 22º

Meio Ambiente

Sucuri Anajulia passará por perícia e caso agora é de polícia

Serpente estava em local de difícil acesso e perfurações de tiros não foram visualizadas

Por Kamila Alcântara | 25/03/2024 16:51
Sucuri, de 6,5 metros, foi encontrada morta no Rio Formoso (Foto: Reprodução)
Sucuri, de 6,5 metros, foi encontrada morta no Rio Formoso (Foto: Reprodução)

Após duas horas de percurso de barco pelo Rio Formoso, em uma mata de difícil acesso, a PMA (Polícia Militar Ambiental) localizou a sucuri Anajulia já quase em putrefação, na tarde desta segunda-feira (25). Ela é um dos animais mais admirados e conhecidos de Bonito, a 297 km de Campo Grande, e sua morte está mobilizando ambientalistas, até de fora do Brasil.

Conforme informações repassadas pelo sargento Mira Junior, da PMA, a equipe se deslocou até o local onde a cobra estava com a ajuda de populares, pois a mata é fechada e raramente visitada por turistas. Por conta do tempo que está morta, os policiais não conseguiram visualizar supostos ferimentos por arma de fogo, sendo necessário acionar a perícia científica.

"Nós não conseguimos ver perfurações, por conta do tempo que ela está morta às margens do rio. Inclusive até aparenta ter sido morte natural, já que os pescadores disseram ter visto ela viva dois dias atrás, onde costuma ficar. Porém, quem vai saber o que realmente aconteceu é a perícia, acionada pela Polícia Civil do município", explica o sargento.

De acordo com o delegado Pedro Ramalho, que agora está responsável pela investigação, uma equipe de especialistas vai se deslocar de Campo Grande para Bonito. "Amanhã, a perícia vem da Capital. Eles são especialistas, inclusive veterinários, e vão analisar o que aconteceu com ela lá onde está, pois é muito grande para ser deslocada. Se for constatado mesmo que a sucuri foi morta, é crime ambiental", destaca o delegado.

Segundo a Lei 9.605/98, é crime ambiental matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.

Caso - Pelas redes sociais, o documentarista Cristian Dimitrius recebeu a notícia por guias que fazem passeio de bote. Eles teriam encontrado ela boiando próximo à Cachoeira do Postal neste domingo (24). Os profissionais do turismo retiraram a carcaça da água, enviaram fotos e o documentarista postou nas redes sociais. A sucuri teria sido morta a tiro, conforme denúncia feita por ele com base no que os guias observaram.

Cristian conta sobre sua relação com a sucuri que conheceu há 10 anos, pelas redes sociais. Segundo ele, o encontro com Anajulia acontecia anualmente. "Chegamos até a entender um pouco o seu padrão de comportamento". As imagens da sucuri acasalando em Bonito até viralizaram nas redes sociais.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias