A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Julho de 2018

29/03/2017 10:14

"Ainda não achei nenhum", diz prefeito sobre fantasmas da Omep e Seleta

Marquinhos Trad afirma que vai recontratar demitidos de convênios

Mayara Bueno e Yarima Mecchi
Marquinhos Trad (PSD), prefeito de Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio).Marquinhos Trad (PSD), prefeito de Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio).

Até agora, a Prefeitura de Campo Grande não encontrou funcionários, mantidos por convênios da Omep (Organização Mundial pela Educação Pré-Escolar) e Seleta, fantasmas, como aponta o MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul).

“Todos que encontrei são trabalhadores”, disse nesta quarta-feira (29), o prefeito Marquinhos Trad (PSD), que afirmou, ainda, que pedirá ao Ministério Público que indique os nomes de quem recebeu sem trabalhar.

Investigações, ao longo de pelo menos cinco anos, levaram o MPE a propor ações cobrando o fim dos convênios considerados ilegais. Um dos problemas seria a existência de funcionário fantasma. A ordem é para que o município rompa todos os convênios mantidos com as entidades até julho deste ano.

O que será feito, disse o prefeito, mas os trabalhadores serão readmitidos na prefeitura posteriormente. A ideia é chamá-los de volta por meio de contrato ou outro meio legal.

Antes do novo acordo, a Justiça já tinha mandado o município extinguir todos os contratos, recheados de suspeitas de irregularidades. Mas, até então, poucas demissões tinham ocorrido, até que, no fim de 2016, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deflagou a Operação Urutau, dando mais um capítulo à história.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions