A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/05/2014 16:24

“Justiça está sendo feita”, diz Bernal, que já começa a formar secretariado

Edivaldo Bitencourt e Kleber Clajus
Bernal abraço aliado após saber de decisão da Justiça (Foto: Cleber Gellio)Bernal abraço aliado após saber de decisão da Justiça (Foto: Cleber Gellio)

Após a liminar do juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David de Oliveira Gomes Filho, Alcides Bernal foi ao Fórum para ser notificado. “Justiça está sendo feita”, afirmou o progressista, que já faz planos de formar o novo secretariado com o retorno ao cargo.

O juiz suspendeu o decreto da Câmara Municipal, que cassou o mandato de Bernal, e determinou a sua imediata reintegração ao cargo. Ele alegou que pode ocorrer “dano irreparável” até o processo transitar em julgado na Justiça, principalmente, porque o mandato de prefeito é por quatro anos.

Bernal deseja ir à Prefeitura ainda hoje acompanhado de um oficial de Justiça para reassumir o cargo. Ele disse que não pretende entrar com nenhuma ação na Justiça contra nenhum dos 23 vereadores que aprovaram a perda do mandato.

“Deixamos recursos no cofre, ainda assim a prefeitura teve o nome inscrito no cadin (cadastro de inadimplentes do Governo federal)”, afirmou. Ele disse que o sucessor, Gilmar Olarte (PP), enfrentou greve e promoveu mais de 1,5 mil nomeações de cargos comissionados.

Bernal negou qualquer participação na greve dos centros de educação infantil. Apesar de ex-comissionados na sua gestão terem engrossado o protesto, ele negou qualquer ligação com a manifestação dos funcionários nas creches.

Bernal está no Fórum acompanhado de ex-secretários, como o ex-titular da Educação, José Chadid, da Fundação Social do Trabalho, Aldo Donizete, da Agência de Regulação, Ritva Cecília Queiroz, da Saúde, Ivandro Fonseca, entre outros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions