ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 29º

Política

"Me sinto triste e constrangido com afastamento de Aécio", diz Rinaldo

Deputado diz que caberá ao senador apresentar devida defesa

Por Leonardo Rocha | 27/09/2017 14:30
Deputado Rinaldo Modesto comentou sobre afastamento de Aécio (Foto: Victor Chileno/ALMS)
Deputado Rinaldo Modesto comentou sobre afastamento de Aécio (Foto: Victor Chileno/ALMS)

O vice-presidente estadual do PSDB, o deputado Rinaldo Modesto, disse que ficou "triste" e "constrangido" com o novo afastamento do senador Aécio Neves, em decisão que ocorreu ontem (26), pela Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal). O tucano foi denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça.

"A decisão do Supremo ainda vai passar pela verificação do Senado, mas fico triste e constrangido com esta situação, já que o Aécio (Neves) era uma de nossas principais lideranças, eventual candidato a presidência no ano que vem", disse o parlamentar, durante a sessão de hoje (27), na Assembleia Legislativa.

Rinaldo ponderou que caberá ao senador apresentar a sua devida defesa sobre as acusações que lhe foram feitas, tendo o direito amplo ao contraditório. "Na questão judicial ele vai se defender e apresentar seus argumentos sobre as denúncias, mas no âmbito político sabemos que existe todo este desgaste", reconheceu o tucano.

Aécio foi denunciado corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base nas delações premiadas dos donos e executivos da JBS. Ele já tinha sido afastado anteriormente do cargo, mas após decisão do ministro do STF, Marco Aurélio Mello, ele retomou o mandato.

Apesar de afastado, o terceiro pedido de prisão preventiva contra ele foi negado pela Justiça, desta vez em decisão unânime da Primeira Turma do STF. Votaram pelo afastamento os ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux, ficando vencidos os ministros Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello.