A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/06/2015 15:24

À CPI, presidente da Funsat diz que gasto com folha subiu 29,9%

Lidiane Kober e Michel Faustino
Presidente da Funsat detalha gastos da pasta à CPI (Foto: Marcelo Calazans)Presidente da Funsat detalha gastos da pasta à CPI (Foto: Marcelo Calazans)

Em depoimento à CPI das Contas Públicas, Cícero Ávila de Lima, diretor-presidente da Funsat (Fundação do Trabalho), disse, nesta segunda-feira (1), que de um ano para outro a despesa com a folha subiu 29,9%, em virtude do pagamento de indenizações e um incremento salarial de 36 atendentes, elevando em mais de R$ 220 mil o gasto anual da pasta.

O aumento, segundo ele, ocorreu em 2014, no entanto,  no caso das indenizações, o pagamento à 13 servidores deveria ser feito 2013, ainda na gestão do prefeito cassado Alcides Bernal (PP), o que não ocorreu. Com isso,  os valores somaram aos incrementos concedidos aos 36 atendentes, além do reajuste linear pouco mais de 8% disse Ávila. “Teve mudança na referência das gratificações, estava previsto para vigora em 2013, mas foi possível pagar em 2014”, detalhou.

Ele informou ainda que o benefício atingiu cerca de 36 servidores, que viram o salário aumentar R$ 489,00 por mês. “O impacto anual foi de mais de R$ 220 mil para estes servidores que são referência 1 a 13”, completou. O presidente da Funsat disse também que o orçamento da pasta é na ordem de R$ 14,3 milhões, sendo R$ 3,7 milhões destinados a encargos e pessoal, “fora convênios fechados com parceiros para promover cursos”.

Sobre os comissionados, Ávila revelou que em  2013 eles somavam 17 servidores, em 2014 o número subiu para 24 e agora somam 19. “Tivemos um corte de 20% no salário e no total destes servidores, por conta das dificuldades financeiras enfrentadas pelo município. A ordem é economizar e estamos fazendo isso”, complementou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions