A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Abril de 2018

22/08/2009 10:32

Redação

Um dia após a Executiva Municipal ter decidido cancelar a convenção do PDT, o grupo do deputado federal Dagoberto Nogueira manteve a votação para o diretório de Campo Grande à revelia do partido.

Com a porta da sede trancada, os pedetistas fazem a votação na varanda do diretório e, antes mesmo de qualquer apuração, o candidato Paulo Pedra já discursou como novo presidente do diretório municipal. Não foi registrada nenhuma confusão.

O PDT está dividido em dois grupos, um deles liderado por Dagoberto, o outro pelo deputado estadual Ary Rigo. O grupo de Rigo acusa o outro de ter quebrado o acordo de fazer uma composição igualitária da chapa e por isso pediu que a convenção fosse cancelada. A decisão havia sido acatada pela Executiva municipal, ontem, por 5 votos a 2.

Mas a parte externa do PDT amanheceu cheio de faixas e cartazes e a votação acontece normalmente do lado de fora do prédio. O término da votação está previsto para o meio-dia. Em seguida começará a apuração.

O grupo de Rigo diz que a suspensão foi necessária porque Dagoberto quebrou o acordo de fazer uma composição igualitária da chapa, encabeçada por Paulo Pedra. Militantes do grupo de Dagoberto distribuíram uma moção de repúdio à decisão da Executiva municipal.

Além de pedetistas, a convenção contou a presença de dois petistas, o ex-governador Zeca do PT e o vereador Cabo Almi. Zeca quer Dagoberto como candidato a senador na chapa dele para o governo do Estado em 2010.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions