A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/08/2013 18:19

Acusado de acobertar “mensalão”, Joenildo responde a ação no CNJ

Zemil Rocha
Joenildo terá de explicar adiamento de votação do processo do mensalão (Foto: Arquivo)Joenildo terá de explicar adiamento de votação do processo do "mensalão" (Foto: Arquivo)

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) instaurou processo para analisar pedido de afastamento do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Joenildo de Souza Chaves, por suposto crime de prevaricação por acobertar o “mensalão pantaneiro”, em razão de ter determinado adiamento do julgamento do agravo regimental em pedido de suspensão da liminar sobre a decisão do colegiado que não permitiu a quebra de sigilo bancário do Poder Legislativo do Estado.

O processo judicial refere-se à suposta existência de esquema de desvio de dinheiro na Assembleia para políticos e autoridades, revelado durante a Operação Uragano.

Joenildo está sendo intimado a prestar esclarecimentos em razão da reclamação disciplinar manejada por Luiz Eduardo Bottura. “Considerando as alegações constantes da inicial no pertinente à demora no julgamento do agravo regimental interposto na suspensão de segurança, solicito ao Exmo. Sr. Desembargador Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso do Sul que preste informações, no prazo de 15 (quinze) dias, inclusive com previsão de julgamento”, decidiu o juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça, José Luiz Leite Lindote.

Venda de sentenças – Já há na 29ª Promotoria do Patrimônio Público e Social, conduzida pelo promotor Fabrício Proença, procedimento investigando esquema de venda de sentenças em Mato Grosso do Sul, a partir de denuncias apresentadas por Luiz Eduardo Bottura.

A pedido de Proença, o chefe do Ministério Público Estadual encaminhou ofício ao CNJ solicitando informações sobre o pedido de providências nº 425/2012. O CNJ, através do juiz auxiliar Gabriel Matos, determinou , em 1º de agosto passado, o envio de toda a documentação apurada na Reclamação Disciplinar 0002255-77.2008.2.00.0000.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, também recebeu “notícia crime”, proposta por Bottura, contra o empresário Adalberto Bueno Netto, os advogados José Rizkallah e Rêmolo Letterielo e Fernando Eduardo por suposto envolvimento com tráfico de influência e comércio de sentenças.



Concordo com o Oder Oliveira. Só acredito que o Brasil terá jeito se houver uma intervenção militar. Todas as instituições estão corrompidas e vendidas. Por que o MP não faz nada?
 
Ana Helena em 06/08/2013 14:30:28
O CNJ para investigar alguém tem primeiro que investigar o seu presidente Joaquim Barbosa, que montou uma empresa nos EUA e adquiriu um apartamento em MIami, com endereço em seu apartamento funcional, a viagem que fez para assistir o jogo do Brasil com passagem do STF, tudo esta na grande imprensa nacional.
 
Fernando Godoy em 06/08/2013 11:56:21
Sr. Nerlson Silva.

Estou com o Sr. em gênero, número e grau. Só gostaria de complementar dizendo que REELEIÇÃO é sinônimo de todo o mal que acontece neste país. Veja(m) os políticos do nosso Estado. Veja(m) os políticos do nosso País. São sempre os mesmos ! E os problemas são SEMPRE OS MESMOS !!!. "NÃO EXISTEM POLÍTICOS HONESTOS. EXISTEM, SIM, POLÍTICOS MAL INVESTIGADOS !!!"
 
Mauro Almeida em 06/08/2013 11:10:38
Já está na hora das forças armadas fecharem esse congresso e convocar novas eleições e promulgarem uma nova constituição com a participação popular acabando com essa pouca vergonha que está esse pais.
 
oder oliveira chaves em 06/08/2013 08:50:44
Quem conhece um pouquinho do judiciário deste estado , sabe como é lamentável e vergonhoso, mas quem ousa mostrar essa realidade corre sérios riscos.
Ele serve somente para atender a uma minoria desonesta.
Enfim, quem sabe ainda existam pessoas honestas neste falido sistema !!
 
João Pontes em 06/08/2013 08:21:59
AFINAL!! EM QUEM DEVEMOS CONFIAR!!
 
ROBERTO FERREIRA em 06/08/2013 08:13:45
Da justiça Divina ninguém se livre de ser julgado.
 
luiz alves em 06/08/2013 07:35:40
Mas que vergonha, todo dia esse Tribunal está envolvido em escândalos. Lanches luxuosos, diárias para magistrado fazer pós, auxílio caviar, auxílio moradia, 2/3 de férias, fechando creche, fechando comarcas, servidores mal remunerados, desvios de função, tribunal e comarcas sem funcionários, apenas estagiários, sistema de informática péssimo, sempre trava, advogado nunca consegue peticionar direito, e para piorar a corrupção entranhada, denúncia de compra de sentenças? patrimônio sendo investigado? favorecimento em julgamentos? benefícios para políticos? Será que esses magistrados não têm limites? não têm vergonha na cara? se sentem inatingíveis? que não serão punidos pelo CNJ? as coisas estão mudando nesse país.
 
Rafael Santos em 05/08/2013 23:04:46
Esse é o retrato de um Brasil falecido, onde as instituições estão aos frangalhos e a tese do quanto pior melhor impera em todos os setores da justiça e do governo, para benefício de poucos, enquanto a grande maioria da população sofre com as falta de segurança, de saúde e de educação. As manifestações nas Ruas da maioria da cidades brasileiras já está caindo no esquecimento, só espero que no ano que vem, ano de eleições, o povo possa lembrar dos maus políticos que estão no poder atualmente e que não os reelejam, nem por todo o dinheiro do mundo.
 
Nerlson Silva em 05/08/2013 20:31:08
Vai acabar em nada, do mesmo jeito do mensalão do congresso nacional.Estamos num país DEMOCRACIA.
 
Jose Severo em 05/08/2013 20:01:35
O problema do Bottura é que sai atirando pra tudo que é lado. O des. Joenildo é amigo de muita gente, mas tem ficha limpa e vive devendo no banco. Tem passado humilde e ninguém nunca nem ouviu falar que é bandido. Mais da metade do TJ não presta, mas o des. Joenildo não faz parte dos corruptos. Isso é evidente.
 
Heleno Grasso em 05/08/2013 19:49:40
A cada dia que passa a sociedade está perdendo a confiança no judiciário por "essas e outras atitudes de prevaricações" praticadas por quem devia dar o bom exemplo para toda a sociedade. Infelizmente está enfermo nosso judiciário. Cuidado para não ir para o estado terminal.
 
João Alves de Souza em 05/08/2013 19:02:14
Parabéns ao Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil e a todos aqueles que trabalham em defesa do cidadão de bem, fazendo prevalecer a verdade para que os humildes não sejam prejudicados por alguns infames que ao invés de fazer o seu papel de homens honestos acabam com a sua própria dignidade.
 
janira mariola rocha em 05/08/2013 18:48:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions