A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

22/04/2015 15:47

Adolescente citou ex-deputado em esquema, segundo advogados

Sérgio Assis enviou dois advogados para checar inquérito na tarde de hoje na DEPCA

Lidiane Kober e Adriano Fernandes
Advogados José Trad e Vinicios foram à delegacia a pedido de Sérgio Assis (Foto: Fernando Antunes)Advogados José Trad e Vinicios foram à delegacia a pedido de Sérgio Assis (Foto: Fernando Antunes)

A pedido do ex-deputado estadual Sérgio Assis (PSB), os advogados Vinícios Campos e José Trad, foram, na tarde desta quarta-feira (22), à DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), para obter mais detalhes de suposto esquema de exploração sexual de adolescentes, em Campo Grande.

Após acessar o inquérito, eles confirmaram o envolvimento do cliente na investigação. Segundo os advogados, uma das adolescentes acusou Assis ter participado dos programas sexuais. “Agora, vamos conversar com o Sérgio e de antemão garantimos que ele está disposto a prestar esclarecimentos sobre o caso”, adiantaram.

Segundo o inquérito, o esquema foi todo arquitetado para atrair “gente graúda” a programas sexuais com menores com o intuito de usar o material para futuras extorsões. Um dos "organizadores" do esquema seria Fabiano Viana Otero. Com promessas de muito dinheiro, ele atraia as adolescentes e as orientava a gravar as relações sexuais.

O caso começou a ser desvendado pela polícia a partir de um Boletim de Ocorrência, registrado pela mãe de uma das adolescentes, em Coxim. A menor foi encontrada na casa de Fabiano, com outra menina de 15 anos, que revelou o esquema a uma conselheira tutelar.

Segundo a adolescente, ela saiu com o vereador Alceu Bueno (PSL) e com Sérgio Assis. Os encontros teriam sido orquestrados por Fabiano e Luciano Roberto Pageu, dono da empresa Grupo Altar, responsável por organizar eventos religiosos. Justamente por ser proprietário da empresa, Pageu tinha contatos de políticos e outros empresários. Com a agenda em mãos, via rede social, Fabiano se fazia passar pelas adolescentes e marcava os encontros.

Diante das informações, a polícia foi até a casa de Fabiano e encontrou cartões de memória micro SD, com imagens de sexo das adolescentes com os políticos.

Bueno procurou a política e denunciou a extorsão, que resultou na prisão do ex-vereador Robson Martins e do empresário Luciano Roberto Pageu. Eles foram presos ao receber R$ 15 mil do parlamentar. Os dois teriam as imagens do vereador com duas adolescentes nuas.

Por enquanto, o delegado Paulo Sérgio Lauretto não confirmou o nome dos políticos envolvidos na suposta rede de prostituição. Ele promete dar os detalhes em entrevista coletiva, nesta quinta-feira (23).

Além de vereador, ex-deputado é citado em esquema de exploração sexual
Além do vereador Alceu Bueno (PSL), o ex-deputado estadual Sérgio Assis (PSB) é citado em inquérito aberto pelo delegado Paulo Sérgio Lauretto para i...
Comissão do Congresso deve agilizar aprovação de projetos em segurança pública
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse nesta segunda-feira (21) que uma comissão mista, de senadores e deputados ligados à área de segurança...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions