ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 29º

Política

Agenda de Bolsonaro prevê desembarque às 10h30 de terça-feira em Corumbá

Presidente vai inaugurar radar instalado pela FAB para coibir voos do crime na linha de fronteira

Por Marta Ferreira | 14/08/2020 11:29
Bolsonaro durante a visita a Mato Grosso do Sul em 2017. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Bolsonaro durante a visita a Mato Grosso do Sul em 2017. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Está confirmada, salvo mudança de última hora, a visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na próxima terça-feira (18) a Mato Grosso do Sul. Será a primeira vez dele por aqui depois de eleito.

A agenda prevê que o avião presidencial pouse em Corumbá, às 10h30. Na sequência, o presidente participará de solenidade para inaugurar radar da FAB (Força Aérea Brasileira) dedicado ao monitoramento de aeronaves do crime organizado.

Conforme o Campo Grande News apurou, o  chefe do Executivo ficará menos de duas horas em Corumbá, se o planejamento for seguido à risca.

Depois da solenidade, ele vai almoçar na cidade pantaneira e, em seguida, a previsão é de que a comitiva venha para Campo Grande. O destino será a Base Aérea, que vai estar sediando nesse período evento com participação de 700 militares de grupamentos aéreos do Exército e da Aeronáutica.

Depois, conforme o trajeto levantado, o presidente segue para Nioaque, a 179 km da Capital, onde está prevista visita à unidade militar do Exército onde Bolsonaro serviu de 1979 a 1981.

Ele já esteve na cidade, quando era deputado federal, já indicado como nome para o Planalto. Na ocasião, acompanhou ar a encenação da Retirada da Laguna, episódio da Guerra do Paraguai.

Equipe precursora responsável por fazer o planejamento de segurança do presidente já esteve nos locais a serem visitados. A segurança terá tropas vindas de Brasília e apoio das forças estaduais.

O entorno do Aeroporto Internacional de Corumbá vai ser fechado para o tráfego, como ocorre em situações assim.

Preparação – Pelo que foi apurado, o Aeroporto Internacional de Corumbá, onde vai ocorrer a solenidade, está sendo preparado. Um palanque para autoridades vai ser montado no pátio, perto de onde está sendo instalado o radar.

O equipamento faz parte de iniciativa anunciada ainda em 2018, pelo então ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. O pacote previa três radares, ao valor de R$ 150 milhões, em Corumbá, na fronteira com a Bolívia, em Ponta Porã e em Porto Murtinho, vizinhas ao Paraguai.


Regras de comentário