ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  23    CAMPO GRANDE 30º

Política

“Ainda bem que não foi de Brasilândia”, prefeito faz piada com morte de vice

Hoje, prefeito disse que fez declaração extremamente infeliz e enviou nota de pesar à cidade de Inocência

Por Aline dos Santos | 11/08/2020 11:42
Prefeito de Brasilândia (à direita) durante entrevista em que fez brincadeira "extremamente infeliz".
Prefeito de Brasilândia (à direita) durante entrevista em que fez brincadeira "extremamente infeliz".

O prefeito de Brasilândia, Antônio de Pádua Thiago (MDB), avisou durante entrevista para  rádio, mas com transmissão ao vivo, que faria uma brincadeira bem chata e fez.

Ao comentar o falecimento da vice-prefeita de Inocência, Neusa Dias Junqueira, 58 anos, mais uma vítima da covid-19, declarou: “Ainda bem, vou fazer uma brincadeira, uma brincadeira bem chata. Ainda bem que o vice-prefeito que morreu foi o de Inocência. Não foi o de Brasilândia, o doutor Gabriel. Desculpa pela brincadeira foi de extremo mau gosto”, disse o prefeito.

A entrevista ganhou repercussão na rede social por Wenis Moraes, que divulgou texto em repúdio à “brincadeira”. “Enquanto a cidade encontrava-se em luto pela triste partida da nossa vice-prefeita que ocorrera no dia 9 /08 /2020, o cidadão sem pensar no sentimento dos familiares, amigos e pessoas que guardavam seu luto, faz piadinha com o caso”.



Nesta terça-feira (dia 11), o prefeito de Brasilândia disse ao Campo Grande News que não conhecia a vice-prefeita de Inocência e fez uma declaração extremamente infeliz. “Quem viu a live, percebe que logo em seguida eu tento me justificar. Mas as palavras que se diz não volta mais. Minha ideia era falar que a covid pode matar qualquer pessoa, não só pobre e índio, mas reconheço que fui extremamente infeliz na colocação”, afirma.

Para se retratar, enviou nota de pesar para a prefeitura de Inocência e extensiva a toda população.  “A Prefeitura de Brasilândia presta total solidariedade aos amigos e familiares de Neusa por esta irreparável perda e roga para que Deus possa confortá-los nesse momento de grande dor, em que as palavras se apequenam e o espírito busca amparo na Fé”, diz trecho da nota.