A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/09/2014 17:17

Aliança entre Marina Silva e Nelsinho Trad é questionada pelo REDE

Ludyney Moura
Pastora Janete, Nelsinho, Marina e Beto Albuquerque se encontram semana passada no interior de São Paulo (Foto: Divulgação)Pastora Janete, Nelsinho, Marina e Beto Albuquerque se encontram semana passada no interior de São Paulo (Foto: Divulgação)

A aliança entre a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, e o candidato do PMDB ao Governo do Estado, Nelsinho Trad, tem sido questionada por integrantes regionais do REDE Sustentabilidade. O novo partido foi barrado no ano passado pela Justiça Eleitoral e deve abrigar a ex-senadora no próximo ano.

Uma nota, sem assinatura de um responsável, nega apoio à candidatura peemedebista. O documento contraria a própria Marina, que logo após a missa de sétimo dia de Eduardo Campos, afirmou que manteria os compromissos assumidos pelo então candidato, que faleceu em uma tragédia aérea no último dia 13 de agosto.

“Marina Silva estava a caminho de Sertãozinho para cumprir agenda da campanha presidencial e foi recepcionada no aeroporto por Nelsinho Trad. Ele entregou o seu programa de governo à candidata e ambos trocaram saudações respeitosas. Não foi selado, porém, compromisso de apoio mútuo entre os dois candidatos. O elo estadual da REDE Sul Mato-grossense também não apoia a candidatura de Nelsinho Trad ao governo”, diz a nota.

Ainda no Recife (PE), onde Campos foi sepultado, Marina falou sobre a intenção de manter os acordos feitos por seu antecessor. "Nosso esforço, de todos nós brasileiros independentemente de partidos, é de que todo seu esforço, sua trajetória e insistência em renovar a política não seja tratado como herança, onde cada um pega um fragmento do despojo. Mas que seja tratado como um legado, um legado que, quanto mais pessoas puderem se apropriar dele, maior fica", disse a candidata no dia 19 de agosto.

Para o coordenador da campanha de Nelsinho, Rodrigo Aquino, a aliança entre os dois partidos é uma condição jurídica já estabelecida. “A Marina é a titular da chapa do PSB, e o REDE não fala pelo PSB. O próprio Eduardo Campos esteve em Campo Grande selando este acordo. A própria candidata disse que manteria os compromissos feitos por ele. E em Mato Grosso do Sul a campanha da Marina está sendo feita pelo Nelsinho e por sua candidata a vice-governadora, pastora Janete Morais, que é do PSB”, disse.

Por meio de sua assessoria, o próprio Nelsinho revelou que recentemente gravou um vídeo com o candidato a vice de Marina, o deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS), para ser veiculado em seu programa eleitoral no rádio e na TV.

O presidente regional do PSB e prefeito de Dourados, Murilo Zauith, foi procurado pela reportagem para comentar o assunto, mas não foi localizado até o fechamento da matéria.

REDE – Depois de disputar a Presidência em 2010 pelo PV, a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente, encampou, em 2013, um movimento para criação de um novo partido político, o REDE Sustentabilidade, o que foi negado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 3 de outubro de 2013, uma vez que o órgão alegou que o grupo não conseguiu atingir a meta de 491 mil assinaturas em pelo menos nove Estados da Federação, para receber o registro à tempo de concorrer nas eleições deste ano.

Em abril de 2014, Marina com boa parte de seus aliados aceitou o convite feito pelo então presidenciável do PSB, e ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, para integrar a chapa socialista na corrida ao Palácio do Planalto. Ela foi alçada à cabeça da chapa com o trágico falecimento do pernambucano em 13 de agosto, em um acidente aéreo na cidade de Santos, litoral paulista.



Vai ter que desenhar?
 
Osvaldo Pimenta de Abreu em 02/09/2014 17:54:07
Como sem assinatura.....se está publicado no site do REDE....inclusive com endereço para esclarecimento ..... eu confirmo....Marina e o REDE não apoiam o PMDB em MS, os compromissos assumidos por Eduardo serão mantidos....o Vice Presidente assumira a responsabilidade por ele....e poderá até vir a MS....mas o REDE mantem sua posição.
 
Osvaldo Pimenta de Abreu em 02/09/2014 17:53:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions