A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

09/09/2011 20:55

André conversa com embaixador da Itália sobre investimentos em MS

Edmir Conceição*

Embaixada da Itália e Governo Estadual querem colocar MS no mapa de investimentos italianos

Embaixador Gherardo La Francesca, o governador André Puccinelli e a secretária Tereza Cristina. (Foto: Rachid Waqued) Embaixador Gherardo La Francesca, o governador André Puccinelli e a secretária Tereza Cristina. (Foto: Rachid Waqued)

O momento de crescimento econômico que vive o Brasil é visto como potencial de investimento para empresas da Itália, e estados que até então não figuram entre os mais desenvolvidos, como Mato Grosso do Sul, podem ser os novos pontos de atração para empresas daquele País. A avaliação é do embaixador italiano no Brasil, Gherardo La Francesca, que discutiu em audiência hoje (9) com o governador André Puccinelli a inclusão do estado no mapa de investimentos de empreendedores da Itália.

O diplomata revelou que, com a ajuda de várias empresas, a embaixada está dando início a um mapeamento da presença territorial italiana no Brasil. Os primeiros passos já detectaram que a concentração, antes restrita principalmente ao estado de São Paulo, está agora se expandindo a áreas novas.

“Empresas estão chegando ao Norte, ao Nordeste ao Centro, porque tem estados crescendo mais que os estados desenvolvidos, e a Embaixada vai ver como ajudar”, afirmou La Francesca. Segundo ele, há mais de 600 empresas com fábricas no Brasil, “produtivas, em diversas áreas, como a de energias renováveis, setor ambiental, setor mecânico”. “Queremos, com esse mapeamento, passar as perspectivas e oportunidades para as empresas, e, ao mesmo tempo, tratar de concentrar as iniciativas que precisem de apoio”, afirmou o embaixador.

Durante a reunião, André e o representante do governo italiano discutiram como o Brasil está passando por anos de crescimento e de ampliação do mercado consumidor, e como a interlocução com ministérios, entidades de fomento e governos regionais pode inserir a Itália nesse cenário. Gherardo La Francesca defendeu que empresas de seu país podem proporcionar tecnologia e experiência para atender a demanda crescente brasileira. “Nossas empresas podem ser úteis aqui, e por outro lado, ajudar na questão da crise pela qual passa a Europa”, avaliou.

André apresentou a La Francesca um panorama dos projetos que estão sendo concretizados e os que estão sendo pleiteados para Mato Grosso do Sul em parceria com o Governo Federal e destacou que já promoveu, com empresários, duas missões à Itália para prospecção de investimentos, intercâmbios e abertura de mercado.

Na exposição, ele mostrou como a construção de ferrovias, hidrovias e portos, deverão, a médio prazo, criar facilitadores para a exportação da produção local. “É importante saber que essa intermodalidade, para nós, que estivemos longe dos portos por muito tempo, nos dará futuramente vantagens e competitividade”, destacou o governador de Mato Grosso do Sul.

Ao elencar a aposta na diversificação da matriz econômica, André Puccinelli citou como as novas pavimentações, a atração de linhões de energia, a ampliação de aeroportos regionais, as parcerias para capacitação de mao de obra e o incentivo fiscal a novos setores da indústria tornam o estado atrativo para os investidores. “E trabalhamos com o Zoneamento Ecológico-Econômico, para um desenvolvimento conduzido de forma sustentável. Aqui, nós cuidamos do Pantanal”, enfatizou.

André estimou que dentro de até cinco anos, Mato Grosso do Sul vai ter infraestrutura logística completa, e se colocará em posição privilegiada dentro do programa IRSA – Integração Regional Sulamericana.

(*) Com informações da Assessoria de Imprensa



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions