A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/04/2013 15:14

André desapropria área para a 1ª outlet de Mato Grosso do Sul

Zemil Rocha e Mariana Lopes
André anunciou que outlet será construído na saída para Aquidauana (Foto: Marcos Ermínio)André anunciou que outlet será construído na saída para Aquidauana (Foto: Marcos Ermínio)

O governador André Puccinelli anunciou hoje que já promoveu a desapropriação da área de 12 hectares, na saída para Aquidauana, que vai abrigar o primeiro outlet a ser construído em Mato Grosso do Sul, ao custo de aproximadamente R$ 80 milhões. “Já saiu a desapropriação no Diário Oficial de um terreno perto do Aeroporto de Campo Grande”, informou Puccinelli.

Segundo o governador o outlet terá cerca de 50 marcas, com os negócios voltados principalmente para a comercialização de roupas. “Mas não vai ser só isso”, explicou André nesta sexta-feira. As outlets vendem marcas mundialmente famosas e dão descontos de até 70% nos preços.

Outlet é a denominação para o novo mercado de vendas a retalho (varejo), no qual os produtores e industriais vendem seus produtos diretamente ao público, segundo o Wikipédia. As lojas são abertas, tais como num shopping, e localizam-se nas saídas das grandes cidades ou regiões metropolitanas, daí o nome Outlet. A redução dos custos de propaganda, manutenção, e mesmo os lucros das redes varejistas, possibilita a venda de marcas comerciais famosas, grifes de luxo, a preços mais acessíveis.

Um dos articuladores da implantação do outlet em Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) informou que a implantação será feita pela Rede TNG, que possui 150 lojas no Brasil. “A TNG tem centro de distribuição em Três Lagoas e uma loja instalada no Shopping Camp Grande”, disse ele.

Ainda conforme o parlamentar, a TNG tem “know how” nessa área de outlet e vai trazer várias lojas, entre as quais oito ou dez das mais importantes do mundo. “Vão vir para cá lojas americanas, europeias, mas a maior parte será de lojas brasileiras”, revelou Rocha.

O investimento nesse tipo de empreendimento, de acordo com o deputado, varia de R$ 80 milhões a R$ 100 milhões. “É a moda hoje no mundo”, definiu Rocha, lembrando que várias estão sendo implantadas no País, inclusive próximo da capital paulista e outro em Brasília. “Em Mato Grosso do Sul será o primeiro e antes de Mato Grosso, que ainda não tem”, destatou.



O governo está certíissimo. Isso se chama fomento ao desenvolvimento, para gerar emprego e renda em benefício do povo.
 
Délcio Vilela em 20/04/2013 20:05:25
Alexandro, primeiro acredito que a pessoa que argumenta ofendendo não merece respeito algum e muito menos uma resposta. Agora responder uma pergunta acusando a pessoa de um crime é algo irresponsável e passível de ser denunciado por difamação. Sugiro que volte para a casa dos seus pais e peça para que eles repassem a educação a respeito de discutir civilizadamente e respeitar a opinião de terceiros.
 
Carlos Razuk Filho em 20/04/2013 17:05:22
ELE DESAPROPRIA O TERRENO E PAGA COM DINHEIRO PÚBLICO, CONSTRÓI COM DINHEIRO PÚBLICO E ENTREGA A INICIATIVA PRIVADA É.,.... GRANDE NEGÓCIO PARA ESTADO...... É DINHEIRO PÚBLICO USADO PARA FACILITAR A VIDA DE EMPRESÁRIOS AMIGOS DO REI OUTRA COISA..... DUVIDO ESSE COMENTÁRIO SER PUBLICADO
 
EMERSON MIRANDA em 20/04/2013 13:38:50
Tá ai!! sempre atrás de investimento e negócios para nosso estado!!! falem o que falar, mas o atual governador faz o que tem que ser feito!!!
 
Carlos Correa em 20/04/2013 10:04:53
Realmente a outlet e um grande seguimento no mundo inteiro, aqui no japao ela e um grande sucesso, e os desconto nas lojas realmente chegam a 70%, parabens Cpo Gde por mais uma grande obra que esta se estalando ai!
 
Gilliard Silveira em 20/04/2013 09:48:27
sempre tem um "abestado" para certos tipos de comentario, deixe o homem trabalhar, ele esta trazendo oportunidades de emprego e geração de renda a quem precisa, a questão de impostos o estado e a empresa que se virem, quando é assim vc deve ter gato na agua e na luz ...........só sabe reclamar, vai trabalhar tambem parceiro e deixe de ser "abestado"
 
alexandro oliveira em 19/04/2013 23:06:37
Por que o governo tem que desapropriar a área para um investimento privado? Como é que um lojista vai dar desconto de 70% se o governo estadual cobra o ICMS adiantado?
 
Carlos Razuk Filho em 19/04/2013 18:36:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions