A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/04/2014 15:06

André divulga amanhã “nota oficial” sobre renúncia ou não ao governo

Josemil Arruda e Zana Zaidan
Puccinelli disse que a nota oficial vai ser elaborada na tarde de hoje (Foto: Cleber Gellio)Puccinelli disse que a nota oficial vai ser elaborada na tarde de hoje (Foto: Cleber Gellio)

O governador André Puccinelli (PMDB) informou na tarde desta quarta-feira (2) que divulgará amanhã cedo uma “nota oficial” sobre a renúncia para disputar a vaga da candidato a senador ou a decisão de continuar à frente do governo do Estado até o final do mandato, em 31 de dezembro de 2014.

Indagado se o documento oficial já estava pronto, na rápida conversa com os jornalistas, o governador respondeu: “A nota vai ser redigida agora à tarde e a minha posição vai ser anunciada amanhã de manhã”. "Se é para o bem do povo, eu fico. Acho que vou comer um tucano", brincou o governador, referindo-se ao pré-candidato ao senado, o deputado federal Reinaldo Azambuja

Apesar do clima de mistério se manter, André deixou claro nas declarações à imprensa ontem e hoje que, mesmo deixando o governo, vai continuar influindo na administração estadual. Nesta quarta-feira, ao falar sobre os substitutos dos secretários que estão deixando o governo para concorrer nas eleições deste ano, o governador disse que já combinou com a vice-governadora Simone Tebet os nomes dos que serão nomeados.

“Mesmo que eu seja ou fosse governador ou a Simone, eu já tinha combinado com ela que farei eu ou fará ela as nomeações”, afirmou Puccinelli há pouco, revelando que os nomes informados por ele à imprensa serão os substitutos.

Na entrevista de ontem à imprensa, André também anunciou que se ele renunciar para ser candidato a senador, o secretário estadual de Obras, Edson Giroto, vai continuar no cargo a fim de que termine de implantar os projetos do programa MS Forte.

Outra dica deixada por Puccinelli foi o interesse demonstrado hoje na corrida eleitoral para o Senado em Mato Grosso do Sul. Ao ser questionado sobre a avaliação da pesquisa eleitoral para governador na Capital, divulgada hoje pelo Correio do Estado, referindo-se à disputa pelo Senado, ele declarou: “Fiquei com dor de cotovelo que não publicaram a minha pesquisa”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions