A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

23/10/2014 13:07

André diz estar a disposição para discutir orçamento com novo governador

Leonardo Rocha
Puccinelli diz que secretarias estarão a disposição do governador eleito, com apresentação de dados e números da gestão (Foto: Marcos Ermínio)Puccinelli diz que secretarias estarão a disposição do governador eleito, com apresentação de dados e números da gestão (Foto: Marcos Ermínio)
O deputado Junior Mochi, líder do governo, diz que haverá reunião com governador eleito, sobre orçamento de 2015 (Foto: Marcos Ermínio)O deputado Junior Mochi, líder do governo, diz que haverá reunião com governador eleito, sobre orçamento de 2015 (Foto: Marcos Ermínio)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que estará a disposição do governador que será eleito, no próximo domingo (26), para abrir as suas secretarias e discutir os dados, números e prioridades para o orçamento de 2015, que está previsto em R$ 13, 057 bilhões. Este projeto já está na Assembleia para análise dos deputados.

"Só depende dele (governador eleito), às vezes este não vai querer nem encostar aqui, mas todas as secretarias estarão a sua disposição, eu o acompanharei junto com todos os secretários, não tem problema nenhum, até porque temos que ter continuidade", afirmou Puccinelli.

O governador ainda lembrou que vai deixar em caixa, recursos para finalização dos projetos dos Hospitais de Três Lagoas e Dourados, assim como o estudo disponível para a privatização de algumas rodovias estaduais. "Vamos mostrar nossos números e projetos, mas irá depender dele, de acordo com a sua equipe, determinar o que vai fazer".

André lembrou que faltam 69 dias para terminar seu mandato e que sempre trabalhou por Mato Grosso do Sul, sem olhar os partidos dos prefeitos e que o Estado está na direção certa. "Mato Grosso do Sul comparado a outros estados é um dos que mais estão evoluindo".

Contato - O deputado Junior Mochi (PMDB), líder do governo na Assembleia, afirmou que o projeto do orçamento de 2015, será repassado para as comissões do legislativo, para que se defina os prazos aos deputados, na apresentação de emendas. Ele no entanto lembrou que os parlamentares devem se reunir com o novo governador eleito, antes de aprovar o projeto.

"O novo governador deve trazer sua equipe de transição para discutir suas prioridades, cabe a nós (deputados) decidirmos o que podemos atender e alterar, até porque já foi definido o valor (orçamento), se ele quiser mudar investimentos terá que remanejar", disse Mochi.

De acordo com o peemedebista, depois do resultado do segundo turno, os deputados devem se reunir com o novo governador para conversar sobre os projetos de 2015 e saber que caminho este deseja seguir. "O projeto do orçamento deve ser votado apenas em dezembro, depois de todas estas articulações", completou ele.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions