A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/12/2011 21:02

André envia à Assembleia pacote de 14 projetos para votação urgente

Edmir Conceição e Paula Maciulevicius
Deputados aprovam Orçamento nas comissões e deixam projetos prontos para votação em plenário nesta terça-feira. (Foto: Roberto Higa/ALMS)Deputados aprovam Orçamento nas comissões e deixam projetos prontos para votação em plenário nesta terça-feira. (Foto: Roberto Higa/ALMS)

O governador André Puccinelli encaminhou à Assembleia Legislativa 14 projetos - quatro de leis complementares e 10 de leis ordinárias. Segundo o líder do governo, deputado Júnior Mochi (PMDB) as mensagens serão lidas nesta terça-feira e já na reunião da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final), às 14h30, os projetos serão analisados.

A votação em plenário tem que ocorrer até quinta-feira, último dia do ano legislativo. A tramitação em regime de urgência abrevia prazos e os projetos podem ser votados por acordo de lideranças.

Nesta segunda-feira os deputados aprovaram na CCJR e na Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária o projeto orçamentário de 2012 e se reuniram com a equipe técnica para detalhamento do pacote de matérias do governo. O presidente da Assembleia, deputado Jerson Domingos (PMDB) pediu aos deputados que também encaminhem à mesa projetos de iniciativa parlamentar que tenham condições de ser votados.

Na reunião conjunta das duas comissões, foram aprovados também projeto do deputado Marcio Fernandes (PTdoB), que proíbe a exposição das embalagens de cigarros nos pontos de venda, e projeto do deputado Laerte Tetila (PT), que institui o Programa de Apoio Técnico e Financeiro às Escolas Famílias do Estado. Também foi aprovado o projeto que cria o auxílio-alimentação no âmbito do Ministério Público Estadual.

Projetos do governo - Entre as mensagens do Executivo encaminhadas nesta segunda-feira, estão dois projetos que tratam do reajuste salarial dos professores, de 8,36%, e incorporação da regência, e o projeto que prevê promoção para os cabos da Polícia Militar e Bombeiros com mais de 26 anos de serviço com dispensa de curso de formação de sargentos.

Na área do funcionalismo, foram encaminhados outros quatro projetos. Um cria a função de técnico hospitalar e outro regula os plantões, estabelecendo a escala 12h por 36h, no quadro da Secretaria de Saúde. Na verdade, segundo o líder do governo, o projeto da escala apenas formaliza o que já é praticado.

Outros dois projetos beneficiam servidores da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), criando funções comissionadas para eliminar a distorção nos vencimentos de servidores da Sejusp que são cedidos, além de revisar o quadro da Agepen.

Dois outros projetos, regularizam a cobrança de taxas de fiscalização de obras de saneamento e gás natural. Segundo Junior Mochi, esses projetos também regularizam uma situação que já é praticada e faltava o amparo legal.

Outro projeto converte a fórmula de cálculo do Fundersul, que não será mais indexada e sim pela unidade fiscal de referência do Estrado, a Uferms. Também integram o pacote de mensagens do Executivo projetos de normatização da Agprev (Agência de Previdência), adequação da legislação para que os defensores do Estado possam concorrer à Defensoria Especial, e que trata de alienação de bens e direitos do Estado.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


como sempre os funcionarios da Iagro, agraer e algumas autarquias sao esquecidos, parece que no estado so tem professor e policial....
 
Carlos Antunes em 12/12/2011 09:34:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions