A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

19/05/2009 07:19

André rebate acusação sobre ter coagido servidores

Redação

Acusado pelo deputado Amarildo Cruz (PT) de ter intimidado os servidores públicos sobre protestos contra o reajuste salarial aprovado na semana passada na Assembléia Legislativa, o governador André Puccinelli (PMDB rebateu as críticas do petista agora pela manhã durante evento que acontece no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo.

De acordo com o governador, a votação não foi acompanhada pelos servidores porque as categorias viram que ele cumpriu com os compromissos firmados com o funcionalismo público.

Dentre as reivindicações citadas por Puccinelli, está a criação do cargo de investigador substituto, antiga reivindicação dos Policiais Civis.

Para Puccinelli, o descontentamento quanto a aprovação da matéria que concedeu reajuste de 6% linear , abono e índices diferenciados de até 24% aos servidores atingiu apenas um pequeno grupo.

Ontem os índices foram publicados em Diário Oficial. O reajuste vai ser de 6% a 10,42% para policiais militares; de 11% para servidores administrativos com nível superior, 17,4% os com ensino médio e de 20,48% para quem tem nível fundamental.

Os policiais civis receberão um aumento de 16,69%, além da criação da quarta classe e diferenciação salarial de 20% entre uma classe e outra. Servidores comissionados terão aumento de até 24,2%.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions