ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 20º

Política

Ao lançar "MS Ativo", Riedel diz que maturidade é avançar com foco nas pessoas

Governador explicou que questões políticas foram deixadas de lado e todas as 79 cidades serão beneficiadas

Por Anahi Zurutuza, Fernanda Palheta e Jhefferson Gamarra | 22/04/2024 19:51
Governador Eduardo Riedel no comando do lançamento do programa "MS Ativo" junto com os secretários (Foto: Juliano Almeida)
Governador Eduardo Riedel no comando do lançamento do programa "MS Ativo" junto com os secretários (Foto: Juliano Almeida)

Ao lançar pacote de obras para as 79 cidades sul-mato-grossenses nesta segunda-feira (22), o governador Eduardo Riedel (PSDB) deu créditos ao ex-governador Reinaldo Azambuja, “pai” do programa “MS Ativo – Municipalismo” – que irá garantir R$ 1,5 bilhão, em três etapas, para os municípios.

Reinaldo, a história do municipalismo começou com você. O conceito do MS Ativo é a continuidade de um processo conquistado e da elaboração de um novo produto”, afirmou o chefe do Executivo ao discursar.

Riedel afirmou ainda que questões políticas foram deixadas de lado para que todas as cidades fossem contempladas com os recursos que precisam para investimento em infraestrutura. O governador afirma que a “maturidade política” que a administração estadual alcançou permite que o Estado avance focado nas pessoas.

O vice-governador, José Carlos Barbosa, o "Barbosinha" (PSD), fez coro à fala de Riedel. “Mato Grosso do Sul vive um altíssimo crescimento decorrentes da nossa economia. Temos um dos estados mais competitivos da federação, que oferece novas oportunidades. Mas como o governador Riedel sempre nos disse, não basta crescer, se esse crescimento não apresentar inclusão produtiva e inclusão social para a nossa gente, oportunidade para a nossa gente, esse é o espírito do programa: levar para todos os municípios e para cada cidadão sul-mato-grossense os benefícios desse crescimento”.

Barbosinha afirma que não foi fácil incluir todas as demandas no orçamento existente para o pacote. “Deu trabalho, mas valeu a pena, a alma e a síntese desse programa é exatamente levar aquele olhar acentuado para aqueles problemas mais urgentes do nosso estado”.

Eduardo Riedel com o vice-governador, o Barbosinha, ao fundo (Foto: Juliano Almeida)
Eduardo Riedel com o vice-governador, o Barbosinha, ao fundo (Foto: Juliano Almeida)

O deputado federal Vander Loubet (PT), líder da bancada de Mato Grosso do Sul em Brasília, também conformou a opinião do governador e considera o lançamento histórico. “Hoje se materializa o maior volume de convênios do nosso Estado, fruto do amadurecimento da classe política”.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Gerson Claro (PP), também foi chamado ao palco e parabenizou Riedel por ter seguido o legado de Azambuja. Lembrou que no início do mandato, o ex-governador já dizia que era preciso enxugar a máquina pública para poder gastar mais com a população. “Hoje vivemos o municipalismo. São contratos que vão além da infraestrutura, com investimento em todas as áreas”.

Já o presidente Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), o prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza Júnior (PSDB), afirmou que os prefeitos foram ouvidos para a formulação do pacote. “O mais importante é que esses investimentos não estão vindo de cima para baixo, muito pelo contrário, o governador escutou os prefeitos, prefeitas secretários municipais, vereadores, toda a equipe que está pronta para poder ouvir a prioridade. Não é a prioridade do governo, é a prioridade dos municípios”.

Deputado federal, Vander Loubet (PT), discursando durante evento (Foto: Juliano Almeida)
Deputado federal, Vander Loubet (PT), discursando durante evento (Foto: Juliano Almeida)

Asfalto em todo MS – As melhorias vão desde um asfalto até a construção de pontes, para garantir a qualidade de vida nas cidades. Desde 22 de janeiro, Riedel tem recebido todos os prefeitos do Estado na governadoria para traçar o planejamento deste ano. Três meses após uma série de encontros, o resultado foi anunciado nesta segunda-feira (22).

Parte do que será apresentado já foi divulgado pela própria equipe do governo, após cada reunião. Dentre as melhorias, o destaque fica para a pavimentação em todos os municípios. Ao menos uma rua em cada uma das 79 cidades será asfaltada neste ano. A meta do governador é concluir o mandato em 2026 com todas as ruas das áreas urbanas de Mato Grosso do Sul pavimentadas.

Também entram no pacote de obras do MS Ativo a construção 4.190 moradias por meio do Minha Casa, Minha Vida, com um investimento estadual previsto de R$ 74,1 milhões. Os demais programas habitacionais devem oferecer 2.529 unidades, chegando a 6.764 novas habitações em Mato Grosso do Sul neste ano, com R$ 144,3 milhões em recursos do Estado. As moradias serão distribuídas em nove cidades.

Presidente da Assembleia Legislativa, Gerson Claro, que parabenizou o Executivo pela iniciativa (Foto: Juliano Almeida)
Presidente da Assembleia Legislativa, Gerson Claro, que parabenizou o Executivo pela iniciativa (Foto: Juliano Almeida)

Futuro – Conforme planejamento da Seilog (Secretaria de Estado de Infraestruturada e Logística), serão R$ 966,4 milhões de obras a contratar ou conveniar em 2024. Elas estão divididas da seguinte forma:

  • R$ 653,9 milhões para infraestrutura urbana (pavimentação, recapeamento e drenagem);
  • R$ 137,1 milhões para obras civis (construções e reformas de prédios da segurança, da saúde e da cultura);
  • R$ 175,4 milhões para obras aeroportuárias.

Para 2024, há a programação de colocar em andamento pelo menos R$ 2,5 bilhões em investimentos. Já para 2025 e 2026, há R$ 5 bilhões programados. São, portanto, R$ 7,5 bilhões em três anos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias