A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/03/2015 10:20

Após Caravana, município pretende restringir 'exportação' de pacientes

Kleber Clajus e Aline dos Santos, enviada especial a Coxim
Tomografia entregue pelo Governo do Estado deve contribuir na realização de exames (Foto: Marcelo Calazans)Tomografia entregue pelo Governo do Estado deve contribuir na realização de exames (Foto: Marcelo Calazans)

A Caravana da Saúde, promovida pelo Governo do Estado, deve contribuir para a redução de transferência de pacientes do Hospital Regional de Coxim, município distante 260 quilômetros de Campo Grande. Equipamentos de tomografia, mamografia, raio-x digital, ultrassom e videolaparoscopia serão entregues, neste domingo (29), durante a ação que visa zerar demanda por consultas e cirurgias.

De acordo com o diretor-geral da unidade de saúde, Marcelo César de Arruda Ferreira, somente no pronto-socorro são realizados 2,5 mil atendimentos mensais e dentre os pacientes 12% precisam ser transferidos para a Capital. “São casos de bebês prematuros, neurologia e trauma, mas queremos reduzir esse percentual”. Ele ainda pontuou que com os novos equipamentos será possível reduzir demanda por exames e agilizar o diagnóstico.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que acompanha a Caravana da Saúde, pontuou haver negociação para instalar em Coxim estrutura para hemodiálise com sete equipamentos e, assim, evitar peregrinação de quem necessita do tratamento. Ele ainda conversou com pacientes que passaram por cirurgia, após reforço na equipe médica em especialidades como oftalmologia, cirurgia geral, ortopedia e ginecologia.

Coxim é a primeira cidade a receber o programa, que prevê atendimento complementar de saúde. (Foto: Marcelo Calazans)Coxim é a primeira cidade a receber o programa, que prevê atendimento complementar de saúde. (Foto: Marcelo Calazans)

Caravana – Coxim é a primeira cidade a receber o programa, que prevê atendimento complementar de saúde e 18 mil procedimentos cirúrgicos na Capital e 11 microrregiões do Estado.

Sua estrutura, que deve ser mantida por 15 dias, conta com 14 veículos e 170 profissionais distribuídos em ações no Hospital Regional do município e na Escola Estadual Pedro Mendes Fontoura.

Equipes itinerantes complementam o trabalho ao agendar as consultas e, se necessário, os procedimentos cirúrgicos. A perspectiva é de que cidades vizinhas como Alcinópolis, Sonora, Pedro Gomes e Rio Verde também sejam beneficiadas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions