ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Política

Após enaltecer os ganhos sociais, Lula defende o lucro dos bancos

Por Zemil Rocha e Leonardo Rocha | 13/11/2013 14:46
Lula conversando com André hoje na sede da Fiems (Foto: Marcos Ermínio)
Lula conversando com André hoje na sede da Fiems (Foto: Marcos Ermínio)

Se por um lado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enalteceu os ganhos sociais durante seus oito anos de governo, antes da gestão de Dilma Roussef, por outro defendeu hoje, durante encontro com empresários na Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), a lucratividade dos bancos.

“Durante o meu mandato, chegou um momento que as classes D e E consumiu mais que a classes A e B”, destacou o ex-presidente e principal líder político do PT. “Isso foi resultado de uma política de incentivo ao consumo, de oportunidades para os menos favorecidos, que alavancou economia do País”, acrescentou.

Ele destacou que hoje os pobres conseguem comprar carros novos. “E os prefeitos que se virem para aumentar as ruas nas grandes cidades”, afirmou Lula, em tom de brincadeira. “Outro ganho foi uso de avião pelas classes menos favorecidas”, apontou.

Depois disso, porém, passou a falar da sua relação com os bancos quando governou o País. “Uma das nossas políticas foi os bancos financiarem projetos dos micro-empreendedores”, afirmou Lula. Em seguida fez uma defesa da lucratividade dos banqueiros: “Bancos devem ganhar mais porque se eles quebrarem o Estado é que paga a conta”, disse.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário