ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 24º

Política

Conflito indígena em MS mancha imagem do Brasil, acredita Lula

Por Bruno Chaves e Leonardo Rocha | 13/11/2013 13:24
Ex-presidente comentou sobre conflitos no Estado durante agenda em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)
Ex-presidente comentou sobre conflitos no Estado durante agenda em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta quarta-feira (13) que a violência no campo deixa a imagem do Brasil negativa diante de outros países. Durante visita a Campo Grande, Lula foi questionado sobre os conflitos indígenas no interior de Mato Grosso do Sul.

“Com o conflito, perde o índio, o empresário, o Estado e o País”, argumentou. Lula se reuniu com produtores rurais e autoridades políticas. Ele também garantiu que levará a questão fundiária de MS para a presidente Dilma Roussef (PT), sua sucessora.

Para o ex-presidente, existe uma “obrigação política de buscar solução negociada para esse impasse”. Ele ainda disse que não tem conhecimento se esse problema já está “nas mãos de Dilma, que é quem manda e decide, ou se está ainda no ministério”.

Mas antes que aconteça "uma nova desgraça", como a morte do índio terena Oziel Gabriel, 36 anos, morto em maio deste ano, durante reintegração de posse na Fazenda Buriti, em Sidrolândia, Lula afirma que o Brasil tem que trabalhar em tempos de paz.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário