ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 26º

Política

Lula promete levar reivindicações de MS a Dilma e defende reforma política

Por Zemil Rocha e Leonardo Rocha | 13/11/2013 14:05
Lula discursando durante encontro com empresários na Fiems (Foto: Marcos Ermínio)
Lula discursando durante encontro com empresários na Fiems (Foto: Marcos Ermínio)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terminou há pouco o encontro com empresários na sede da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), afirmando que vai levar todas as reivindicações do Estado, que foram entregues pelo governador André Puccinelli, industriais e produtores rurais, para a presidente Dilma Roussef, com a qual tem reunião amanhã em Brasília.

Lula disse à imprensa que “toda reivindicação é válida, principalmente a que vem das ruas”. Para ele, há ainda um grande descontentamento com o sistema político, embora tenha havido um grande avanço na qualidade de vida da população.

“Único problema são as criticas em relação à política. A política é a principal alternativa para ajudar o País e para que ela seja moralizada deve ser feita uma reforma política, que tenha como pauta principal financiamento público de campanha para que não aconteçam negociatas e atos ilegais”, defendeu o antecessor e principal cabo eleitoral da presidente Dilma.

Para melhorar a situação financeira dos estados, Lula afirmou que “é preciso fazer reforma tributária que atenda os interesses de todo mundo”. Não detalhou, porém, qual o tipo de mudança tributária que lhe agrada.

Neste momento, Lula está no Hotel Grand Park, onde almoça e tira um tempo para descansar. Às 15 horas, no mesmo local, o ex-presidente recebe o título de cidadão sul-mato-grossense, aprovado pelos deputados estaduais. Em seguida, parte para o Ondara Buffet, onde se reunirá com cerca de mil lideranças do PT.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário