A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

26/01/2011 07:05

Puccinelli visitou obra do PAC Lagoa

Paulo Fernandes

Desapropriações levaram governador ao Buriti logo às 6h30.

O governador André Puccinelli acordou cedo nesta quarta-feira e visitou as obras do PAC Lagoa, no bairro Buriti, em Campo Grande. A agenda dele começou às 6h30.

Ele resolveu visitar a obra que o Estado administra diante do impasse com proprietários que não concordam com os valores a serem pagos pela desapropriação dos imóveis. O impasse tem atrasado as obras.

Apenas com desapropriações, o total gasto já é de R$ 2,776 milhões, sem contar com eventuais valores definidos pela Justiça.

A obra de urbanização do Córrego Lagoa está orçada em R$ 35 milhões.

Ela inclui a implantação de pontes, rede de drenagem do fundo de vale do Córrego Lagoa e urbanização de acessos, entre outras intervenções.



No minimo os valores sao injustos,essas avaliacoes nao passam de 60% dos imoveis e uma falta de respeito para com os proprietarios !Fazem promessas e nao cumprem ,humilham nao deixando as familhas amparadas.
 
jose carlos costa de oliveira em 26/01/2011 12:22:36
Campo Grande precisa crescer para melhorar a acessibilidade, diminuir os congestionamentos, aumentar a segurança no trânsito e melhorar a fluidez, mas este crescimento não deve ser feito causando sofrimento à nenhum membro da comunidade, a prefeitura deveria tratar estes desapropriados com dignidade e respeito, pagando um valor justo pelos imóveis, para que estas pessoas possam adquirir outro imóvel equivalente ao que possuía. A prefeitura está pagando pela desapropriação de terreno de 12 por 36 no Bairro Taveirópolis, o valor aproximado de R$ 34.000,00 (trinta e quatro mil) , sendo que neste bairro, o valor de mercado dos terrenos estão acima de R$ 80.000,00 ( oitenta mil).
 
adelia jacques echeverria em 26/01/2011 11:01:17
Muito simples a resolução de todos esses problemas, é só a camara de valores imobiliarios de Campo Grande avaliar os imóveis que serão desapropriados. O que não pode acontecer, é o Governo pagar abaixo do valor do mercado, e os proprietarios se aproveitar da situação e dejarem um valor maior do que o que realmente vale.
 
João Carlos Maciel em 26/01/2011 03:46:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions