ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Política

Após PCdoB, Republicanos também abdica de candidatura para apoiar Marquinhos

Anuncio foi feito em postagem no Facebook, onde ele transparece insatisfação com decisão e afirma que vai apoiar o interior

Por Nyelder Rodrigues | 14/09/2020 19:08
Wilton Acosta afirma que não obteve apoio suficiente (Foto: Divulgação)
Wilton Acosta afirma que não obteve apoio suficiente (Foto: Divulgação)

Mais um partido abdicou da disputa eleitoral pela prefeitura de Campo Grande e escolheu apoiar o prefeito Marquinhos Trad (PSD) a reeleição. Depois do PCdoB anunciar a retirada da pré-candidatura de Mario Fonseca, nesta segunda-feira (14) foi a vez do Republicanos, que tinha o pastor Wilton Acosta como pré-candidato, fazer o mesmo.

A convenção do partido acontece nesta noite e deve definir os candidatos a vereador que concorrerão a prefeitura pela sigla. Acosta em 2018 concorreu ao cargo de deputado federal pelo Republicanos na mesma chapa do juiz aposentado Odilon de Oliveira, que foi às urnas como candidato a governador, indo até o segundo turno.

"Nestes últimos dias estávamos intensamente focados na análise do quadro eleitoral em nossa cidade, e depois de muitas conversas, não encontrei o respaldo necessário para manter uma disputa na Capital", afirma Wilton em postagem feita no Facebook.

Na mesma página, ele ainda frisa que foi decidido entre todos integrantes que vão concorrer às eleições pelo partido em Campo Grande que a sigla vai apoiar a reeleição de Marquinhos Trad nas eleições que acontecerão no dia 15 de novembro.

"Decisão que não me causou estranheza, pelo fato de ter realizado uma pré-campanha com poucos que sonhavam com uma cidade mais justa pra todos", afirma Wilton, transparecendo insatisfação com a decisão do partido em não lançar candidato à prefeito.

Ele ainda completa que sai da "corrida" de cabeça erguida e que seguirá defendendo a legenda republicana. "Vamos focar com força em nossas candidaturas no interior do Estado. Não poderia sacrificá-los em virtude de uma campanha que demandaria muito na Capital".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário