A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/09/2009 09:38

Artuzi culpa Sanesul por Dourados perder R$ 8,8 milhões

Redação

O prefeito de Dourados, Ari Artuzi (PDT), responsabilizou a Sanesul pelo fato de o município não ser incluído entre as cidades de Mato Grosso do Sul beneficiadas com verba do Ministério das Cidades para obras de saneamento básico. Os R$ 37,2 milhões foram liberados quarta-feira, em Brasília, na presença do governador André Puccinelli (PMDB), e beneficiam Corumbá, Ponta Porã e Três Lagoas. Dourados deixou de receber R$ 8,8 milhões.

Através da assessoria, Artuzi disse neste sábado que cumpriu todos os compromissos para Dourados receber os recursos federais, mas admitiu que condicionou a assinatura do documento ao compromisso da Sanesul em levar água tratada para as sitiocas Campina Verde e Campo Belo e tapar os buracos abertos pela estatal no perímetro urbano para conserto da rede de água.

"O prefeito disse que a Sanesul tem que se explicar porque perdeu os recursos. Dourados não estava pleiteando esse dinheiro. Ele entende que tudo isso é picuinha política", afirmou o secretário de Comunicação, Clóvis de Oliveira.

Segundo a assessoria do deputado federal Geraldo Resende (PMDB), o motivo de Dourados ser excluído do pacote, financiado com recursos do FGTS e do FAT (Fundo de Amparo do Trabalhador) seria a demora da prefeitura em liberar documento à Sanesul, que precisava de uma declaração assinada pelo prefeito, concordando com a destinação do dinheiro prevista no planejamento feito pela estatal e aceitando que a Sanesul fosse a operadora do financiamento.

O atraso na entrega do documento em Brasília seria um dos motivos para a exclusão de Dourados.

De acordo com a assessoria de Resende, os recursos seriam aplicados na implantação de 68 mil metros de rede de esgoto e de duas estações elevatórias de esgoto, beneficiando 14 bairros de Dourados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions