A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

24/02/2017 11:55

Assembleia lança aplicativo para divulgar atividades à população

Aplicativo faz parte do pacote que tem reforma administrativa e ponto eletrônico no legislativo

Leonardo Rocha
Junior Mochi, presidente da Assembleia, anunciou aplicativo do legislativo (Foto: Assessoria/ALMS)Junior Mochi, presidente da Assembleia, anunciou aplicativo do legislativo (Foto: Assessoria/ALMS)

A Assembleia Legislativa lançou um aplicativo de celular, para divulgar as atividades do legislativo, para a população. Esta ação faz parte da "política de modernização", que a atual direção da Casa de Leis está anunciando, que teve entre outras ações, o ponto eletrônico e a reforma administrativa.

O presidente da Casa, o deputado Junior Mochi (PMDB), ressaltou desde o começo do ano, que iria promover mudanças na estrutura da Assembleia, para tornar o local mais moderno e transparente.

Estas ações surgiram como "resposta" às polêmicas do ano passado, que tiveram como principal "desgaste", as denúncias de servidores fantasmas no legislativo. O assunto segue sob investigação do MPE (Ministério Público Estadual).

Aplicativo - Este aplicativo de celular é um software, construído para a plataforma Android e iOS, que foi desenvolvido pela Diretoria de Informática e Sistemas Legislativos.

"A intenção é prestar contas de nosso trabalho, das atividades do Poder Legislativo e dos deputados, permitindo que a população saiba o que fazemos, quando e como fazemos", disse Mochi.

Paulo Roberto Zandoná, responsável pela elaboração deste aplicativo, revelou que eles levaram seis meses para produzi-lo, e que o sistema ficará disponível em lojas virtuais, para ser baixado de forma gratuita. 

Entre as opções do aplicativo, está a consulta dos perfis dos 24 deputados estaduais, assim como a TV Assembleia ao vivo, produções audiovisuais, canal de notícias e Diário Oficial do legislativo. Também estará disponível em breve, o espaço para pesquisa dos projetos e processos da Casa de Leis.

Mudanças - Neste início de trabalho legislativo, Mochi já apresentou o projeto da reforma administrativa interna, que tem a intenção de reduzir em 25% os cargos comissionados, diminuir o número de nomenclaturas e funções, cortar despesas e custos, tendo como previsão, uma economia de R$ 300 mil por mês.

O presidente alegou que além de economizar, esta mudança tem a intenção de organizar a estrutura, para tornar os trabalhos mais ágeis e transparentes, além de ter as funções definidas, para os servidores aprovados, no 1° concurso da Casa de Leis.

Mochi também instalou os pontos eletrônicos no legislativo, mas adiantou que ele vai funcionar de forma efetiva, de acordo com a nova estrutura e jornada de trabalho, depois que a reforma interna foi aprovada e entrar em vigor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions